Dicas de Fotografia

O que são tokens NFTs e como fotógrafos podem ganhar dinheiro com essa revolucionária tecnologia

O mundo está passando por imensas revoluções na forma de se comunicar, se locomover, se hospedar, comprar e vender produtos. Uber, Netflix, WhatsApp, AirBNB e Bitcoin são apenas alguns exemplos. E essa revolução, ao que parece, chegou também no mundo da fotografia. Desde os primeiros dias 2021, houve a explosão de uma nova tecnologia chamada NFTs, que está revolucionando a maneira de vender qualquer obra ou arte digital. E isso pode mudar drasticamente como fotógrafos podem ganhar dinheiro vendendo suas fotos. Vou tentar ser o mais objetivo e didático possível, mas leia o texto até o fim para entender bem como funciona e como fazer parte dessa revolução dos tokens NFT.

Esta fotografia foi vendida por mais de US$ 20 mil através de um token NFT / Foto: Kate Woodman

Recentemente, a fotógrafa Kate Woodman vendeu uma fotografia NFT “Always Coca Cola” por mais de US$ 20 mil (vinte mil dólares). E isso mostra o imenso potencial dessa nova tecnologia. Com os tokens NFTs você pode vender qualquer tipo de arte, fotografia e música. O fundador do Twitter, Jack Dorsey, por exemplo, está vendendo seu primeiro tweet através de um token NFT. O valor do lance atingiu o valor de US$ 2,95 milhões

Para mostrar que o potencial de faturamento e vendas de fotografias NFT pode ser infinito, um arquivo “.jpg” de uma obra digital foi vendido através de um token NFT pode nada menos que US$ 69 milhões, cerca de 383 milhões de reais. É a maior venda de uma obra digital já feita na história (leia matéria completa aqui). Tá, mas o que são tokens NFTs e como posso criar eles para vender minhas fotografias? Vamos lá.

O que são tokens NFTs?

NFT significa “token não fungível”, o que significa essencialmente que cada NFT representa uma obra digital única, que não pode ser substituída por outra, que é uma obra 100% original. O token NFT funciona como se fosse uma assinatura ou certificado de autenticidade de sua foto ou obra de arte. NFTs são, portanto, ativos digitais únicos que podem ser comprados e vendidos, com cada transação sendo permanentemente registrada no blockchain. Ou seja, através dos tokens NFTs você pode criar edições limitadas de seu trabalho digital. Basicamente, você está vendendo a propriedade de um bem digital, no caso, a sua fotografia.

Nenhum NFT é igual ao outro, tanto no valor como nas propriedades do próprio token. Cada token possui um hash digital (frase criptográfica) diferente de todos os outros tokens de seu tipo. Isso permite os NFTs sejam como uma prova de origem, algo similar como o arquivo RAW na fotografia. Através do token NFT também é possível ver todo o histórico de transações por trás dessa obra, que não pode ser apagada ou modificada, ou seja, você consegue ver com foram os donos anteriores e o atual dessa arte ou fotografia.

Mas por que as pessoas comprariam suas fotos NFT?

Até hoje, as pessoas compravam fotos, pinturas e selos raros e colecionáveis de forma física, impressa. A ideia desses compradores é possuir uma obra única ou um ativo que se valorize ao longo do tempo e que possa revende-lo no futuro com um valor ainda maior. O mesmo acontece com as obras e fotos vendidas por NFTs. Os compradores investem seu dinheiro na sua arte acreditando que ela valerá muito mais dinheiro no futuro. Mas claro, isso na visão de investidor.

No entanto, os NFTs não são apenas uma oportunidade de investimento, eles também são uma ótima maneira de as pessoas apoiarem financeiramente os fotógrafos que amam. Por exemplo, se você tem muitos seguidores em suas redes sociais, pode vender sua fotografia NFT para seus fãs como forma deles apoiarem e contribuírem com seu trabalho, sem o interesse de lucro futuro.

Não! Os tokens NFTs repassam ao comprador apenas a propriedade do trabalho, mas os fotógrafos continuam com os direitos autorais e de reprodução. Isso significa que você pode vender uma fotografia NFT e ainda pode continuar a usá-la em seu Instagram ou site, vender impressões em sua loja online e muito mais. 

Como posso vender minhas fotos e obras digitais como NFTs?

Bem, até aqui você já entendeu que o token NFT é um código criptográfico que representa uma foto ou obra digital de forma única. Tá, mas como posso criar um token NFT e vender uma fotografia NFT? Para ficar mais fácil de entender, vou passar 6 passos:

1) Em primeiro lugar, selecione uma fotografia em seus arquivos que você acredita que muitas pessoas possam ter interesse em comprar.

2) Depois de escolher a foto ou obra digital, você precisa escolher uma plataforma para vender sua imagem NFT. Atualmente, as plataformas mais populares do mercado são: Opensea ,  Rarible, SuperRare , Nifty Gateway e Foundation. Os mais populares são OpenSea, Mintable e Rarible. Algumas plataformas permitem que qualquer usuário crie e venda NFTs, mas outros exigem que você passe por um processo de inscrição que pode ou não ser aprovado. 

Depois de selecionar um mercado, você precisa vincular uma carteira de criptografia compatível, normalmente as plataformas estão usando o Ethereum, ou seja, a venda não é feita em moedas tradicionais como dólar ou euro, os tokens NFT são comercializados com criptomoedas, como o Ethereum, Monero, entre outras. Claro, depois você pode converte-las em moedas tradicionais normalmente.

3) Após criar a fotografia NFT em uma das plataformas, você precisa definir quantas edições você deseja vender – não precisa ser apenas uma única edição! Pode ser uma série. Mas evidente que vender mais de um NFT da mesma foto reduz o preço da obra.

4) A venda de uma foto ou obra NFT funciona como um leilão. Então, você precisa definir um lance de reserva, ou seja, o valor mínimo pelo qual você aceitaria vender sua fotografia NFT. 

5) O próximo passo é definir quanto dinheiro você receberá se sua obra de fotografia for vendida, definindo uma porcentagem de royalties.

6) E por fim, para completar o processo, você precisa “Mintar” sua fotografia NFT, tornando-a disponível para venda. Minting é quando seu certificado NFT é criado e colocado no blockchain tornando seu trabalho artístico único, não fungível, já que ele não poderá ser substituído ou duplicado.

Com tantos termos novos, parece complica trabalhar com fotografia NFT, mas tudo que fizemos pela primeira vez exige um pouco de paciência e aquisição de experiência. Mas não resta dúvida que a venda de fotografias NFTs, em breve será tão popular e comum no mercado quanto a venda tradicional de fotos impressas. Então, para quem começar antes a entender e usar os NFTs, com certeza, terá vantagens de posicionamento quando a demanda do mercado explodir. Espero que este texto seja apenas o seu primeiro contato com o mundo da fotografia NFT e que possa a partir disso estudar e aprender mais e mais. Até a próxima!

Sobre o autor

Altair Hoppe

Altair Hoppe é CEO da iPhoto Editora. Jornalista, é autor da série best-seller dos livros Adobe Photoshop Vol. 1, Vol. 2, Vol. 3, Vol. 4 e do livro Fotografia Digital Sem Mistérios. Também é autor dos DVDs Photoshop Dicas & Truques – Vol. 1 e Vol. 2. É membro da National Association of Photoshop Professional – USA, ministra palestras e seminários para universidades e cursos "in company" por todo o país. Foi consultor do quadro Detetive Virtual, do Fantástico (Rede Globo) e também participou de alguns episódios do programa Encontro com Fátima Bernardes. É diretor da iPhoto Editora.

Adicionar um comentário

Clique aqui para postar um comentário