Fotografia documental

Uma comunidade de sereias vem crescendo em Israel

Foto: AP Photo/Oded Balilty
Livros de fotografia

Uma comunidade inesperada está se formando em Israel. Pessoas com uma forte identificação com sereias criaram laços em torno do assunto e passaram a se reunir semanalmente para conversar e usar caudas coloridas. Tudo começou com Shir Katzenell que abandonou o cargo de prestígio no exército para tornar seu sonho realidade: ser uma sereia.

Shir Katzenell e seu filho Erez Foto: AP Photo/Oded Balilty

Junto com sua amiga Michelle Koretsky criou uma página no Facebook sobre o assunto que acabou tornando-se um sucesso. A cada dia o número de integrantes apaixonados por sereias cresce. Katzenell passou a se dedicar em tempo integral ao sonho. Hoje ela vende caudas por valores que podem chegar até US$ 800,00 e ensina como nadar com elas.

May Lighty Cohen Foto: AP Photo/Oded Balilty

A comunidade de sereias se reúne regularmente em piscinas públicas, conversam sobre o assunto, trocam materiais, livros e filmes, como o lançamento do remake de “A Pequena Sereia”. Os motivos para participar do grupo podem variar desde uma forte conexão com a água ou o sonho de ser realmente uma sereia. “Alguns vêm porque estão apenas interessados ​​ou sentem uma conexão especial com a água. Outros porque eles realmente sonham em se tornar sereias “, conta Katzenell à AP. “Eles muitas vezes ficaram envergonhados, disseram que eram estranhos ou loucos. Mas aqui eles podem encontrar pessoas que os entendam”. O projeto ainda atua com manifestações pelo aumento da conscientização pela preservação dos oceanos.

Hadas Kellner Foto: AP Photo/Oded Balilty

Apesar de parecer estranho para muitas pessoas é preciso analisar o outro lado da comunidade, onde muitos adultos participam pelo simples fato de se sentirem crianças novamente e ter esse espaço para soltar a imaginação. “Quando estou voando pela água com meu rabo, esqueço todas as minhas preocupações”, conta Koretsky, co-líder da comunidade. “Por esse segundo, sou criança de novo. Estou livre.”

Gal Amnony Foto: AP Photo/Oded Balilty
Ommer Globerman Foto: AP Photo/Oded Balilty
Adi Kazav e Lied Adi Hagbi Foto: AP Photo/Oded Balilty
Inbar Ben Yakar Foto: AP Photo/Oded Balilty
Ligal Shternhell Foto: AP Photo/Oded Balilty
Ligal Shternhell Foto: AP Photo/Oded Balilty
Limor Kahlon e Yam Foto: AP Photo/Oded Balilty
Yuval Avrami Foto: AP Photo/Oded Balilty
Michelle Koretsky Foto: AP Photo/Oded Balilty
Mor Barazani Foto: AP Photo/Oded Balilty

Fonte: AP

Sobre o autor

Eliza Doré

Eliza Doré

Jornalista do iPhoto Channel é formada pela Univali em Comunicação social com ênfase em jornalismo e pós-graduada em Gestão Cultural, estudou fotografia documental em Buenos Aires.

Adicionar um comentário

Clique aqui para postar um comentário