A história por trás da fotografia “Bebê debaixo d’água do álbum do Nirvana”

A imagem inesquecível de um bebê debaixo d’água, estendendo a mão para pegar uma nota de um dólar está gravada na consciência de dezenas de milhões de pessoas. E é considerada a melhor fotografia de álbum de todos os tempos. Ela estampou a capa do LP Nevermind, do Nirvana, de 1991, mas não teria surgido se o fotógrafo Kirk Weddle já tivesse feito uma imagem semelhante na sua carreira.

Weddle explica: “Na época, eu estava me promovendo como fotógrafo subaquático e fazendo um trabalho comercial. Coloquei um anúncio no Workbook, uma vitrine para fotógrafos comerciais, e isso chamou a atenção de Robert Fisher, um diretor de arte da  Geffen Records. Ele perguntou se eu tinha uma foto de arquivo de um bebê nu debaixo d’água, mas eu não tinha. Aparentemente, ele também não conseguiu encontrar, porque me respondeu e me pediu para fotografar”. A ideia da foto foi de Kurt Cobain e Dave Grohl e foi inspirada por um documentário sobre bebês que nasciam debaixo da água.

O bebê, Spencer Elden, com as mãos de seus pais dando proteção na hora das fotos

Surpreendentemente, Weddle teve bastante liberdade para criar. Ele lembra que o briefing era mínimo: “bebê debaixo d’água e mais tarde uma nota de um dólar em um anzol seria retirada”. [Não havia] nenhum esboço ou layout. Ninguém da gravadora veio para acompanhar as fotos; foi um negócio de baixo orçamento. O Nirvana, na época, não tinha muito dinheiro para investir. Foram pagos 200 dólares pela foto, ao fotógrafo e aos pais do bebê.

O equipamento subaquático de Kirk Weddle para as fotos do Nevermind – uma SLR Nikon F3 com lente 24mm f / 2.8 Nikkor em uma caixa estanque

As fotos foram feitas em uma piscina de 50 metros no Rose Bowl Aquatic Center, em Pasadena, Califórnia. Weddle revela: “Usei uma câmera de filme Nikon F3 com uma lente fixa de 24 mm. A câmera foi encaixada em uma caixa subaquática – a coisa [toda] foi montada em um tripé Gitzo em cerca de três ou quatro pés de água. Foi iluminado por trás com luz natural; Pulei um pouco no fundo da piscina. Era uma piscina muito boa com água limpa e boa profundidade de fundo, o que é muito importante com imagens subaquáticas”.

Weddle tinha dúvidas sobre as fotos. “Eu não tinha certeza se eu conseguiria. O mais importante era a segurança do bebê. Ele [Spencer Elden] tinha quatro meses de idade e nunca tinha estado em uma piscina antes. Fiz uma pré-luz e pré-foco em uma boneca. Isso foi antes do digital, então é um risco não saber exatamente o que você tem. A câmera foi ajustada, eu pré-foquei, o bebê foi colocado na água e ele passou de pai para mãe. Fizemos duas passagens e ele começou a chorar, então desistimos. Demorou cerca de cinco minutos; fotografamos cerca de 20 quadros”.

Os testes de iluminação e foco foram feitas com uma boneca

Weddle admite: “A parte assustadora foi processar o filme. Fiz um teste de recorte e depois executei o resto do rolo. Só tenho duas molduras perfeitas. Acabei indo para uma escola de natação e fotografando mais alguns bebês… Não queria entregar um trabalho com apenas duas opções. No final, uma era tudo de que eu precisava. Não tive nada a ver com pós-produção. Nunca mais vi a imagem até ela estar nas lojas de discos”.

O bebê da foto, Spencer Elden, , hoje com 29 anos, refez a foto em 2016. O fotógrafo britânico John Chapple , que vive e trabalha em Los Angeles, pagou a Elden a mesma quantia de 200 dólares para posar mais uma vez debaixo d’água para comemorar os 25 anos do lançamento do álbum. “Eu disse ao fotógrafo: “Vou fazer isso nu”. Mas ele achou que seria estranho, então eu usei meu calção de banho ”, disse Spencer, que ostenta uma tatuagem“ Nevermind ” no peito.

Spencer Elden recria sua pose da capa do álbum Nevermind do Nirvana, 25 anos depois. 
Foto: John Chapple.


Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *