História da Fotografia

Há 100 anos, jovem usava câmera espiã para fazer fotografias de rua

Livro de Fotografia Poses Perfeitas

Quando falamos de câmeras espiãs, pensamos em tecnologias modernas, algo do tipo 007 com uma câmera no relógio, na caneta ou até em uma gravata. Mas essa história de “câmera escondida” não é tão nova assim. Durante a década de 1890, o fotógrafo e cientista norueguês Carl Størmer já fotograva as ruas de Oslo com uma câmera espiã escondida debaixo de seu colete. Ele tinha apenas 19 anos e secretamente tirou fotos de pessoas famosas da época. Por causa disso, ele às vezes é chamado de “o primeiro paparazzo da Noruega”.

Quem foi Carl Størmer?

Carl Størmer nasceu em 3 de setembro de 1874, em Skien, na Noruega, e sua vida girava principalmente em torno da ciência. Ele era professor de matemática e foi o primeiro presidente da Norwegian Mathematical Society. Størmer começou a fotografar em seus dias de estudante, quando ganhou uma “câmera detetive engraçada”. Segundo o site Thor News, ele fotografava principalmente homens e mulheres famosos.

Embora as práticas dos paparazzi modernos sejam bastante controversas, a abordagem de Størmer foi muito menos agressiva. De acordo com o documentário “Carl Størmer and his Detective Camera”, ele capturava essas fotos apenas para satisfação pessoal.

A câmera espiã

A câmera fotográfica de Størmer e seu hobby eram muito incomuns. A câmera fina e redonda continha uma placa de vidro que podia levar até 6 imagens por vez. Størmer escondia a câmera sob o colete, com a lente saindo por uma casa de botão. Uma corda iria da câmera até o bolso da calça. Quando ele puxava a corda, a câmera tirava a foto.

Størmer costumava “caçar” seus súditos na rua Karl Johan. Ele os cumprimentava, recebia um sorriso em troca e puxava a corda para tirar a foto. Como morava perto, ele ia para casa, trocava de placa de vidro e voltava para a rua. Ele tirou um total de 500 fotos.

Câmera usada por Størmer

As fotos obtidas são únicas, mostrando um mundo diferente da maioria das fotografias da época. Enquanto antigamente as pessoas estavam acostumadas a se prepararem imóveis para um retrato, sentadas em um estúdio, nas fotos de Størmer elas estão na rua, muitas vezes em movimento, e sorrindo. Essas fotos são fantásticos documentos históricos da vida da década de 1890.

Embora Størmer tivesse apenas 19 anos quando estava tirando essas fotos de “paparazzi”, ele tinha quase 70 anos quando fez uma exposição delas em Oslo. Felizmente, muitos delas foram salvas e digitalizadas. Veja abaixo algumas de suas imagens:

Foto: Carl Størmer
Foto: Carl Størmer
Foto: Carl Størmer
Foto: Carl Størmer
Foto: Carl Størmer
Foto: Carl Størmer
Foto: Carl Størmer
Foto: Carl Størmer
Foto: Carl Størmer
Foto: Carl Størmer
Foto: Carl Størmer
Foto: Carl Størmer
Foto: Carl Størmer
Foto: Carl Størmer
Foto: Carl Størmer
Foto: Carl Størmer
Foto: Carl Størmer
Foto: Carl Størmer
Foto: Carl Størmer
Foto: Carl Størmer

Fonte: DIYPhotography


Assine nossa newsletter e fique informado :)

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto é redator do iPhoto Channel. Natural de Belo Horizonte, é bacharel em Artes Plásticas com habilitação em Fotografia e pós-graduando em Jornalismo Digital. Atua como Fotógrafo, Professor e Programador Visual.

Adicione um comentário

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Livro Poses Perfeitas

Receba as novidades por e-mail

error: Content is protected !!