Processo contra a Sony afirma que defeito no obturador está destruindo a câmera

Uma ação coletiva movida por um consumidor chamado John Guerriero, de Nova York/EUA, afirma que a Sony a7 III, só o corpo vendida por quase R$ 14 mil, apresenta defeitos no obturador que bloqueiam a câmera e forçam os proprietários a pagar por reparos caros. O processo afirma que o obturador do Sony A7 III frequentemente falha entre 10.000 e 50.000 cliques, muito abaixo da expectativa de vida declarada de 200.000 disparos. O processo alega ainda que a falha geralmente ocorre fora do período de garantia de 1 ano, forçando os consumidores a pagar US$ 500 a US$ 650 pelos reparos. 

A mensagem de erro da câmera é exibida quando o obturador falha. 
Foto de John Guerriero no processo movido contra a Sony

Qual é a falha que acontece no obturador da Sony a7 III?

Segundo Guerriero, a falha do obturador da câmera acontece de forma previsível devido a uma falha mecânica no design. “Antes da falha do obturador, os usuários relatam ter ouvido um som atípico do obturador, seguido pela tela ficando preta e exibindo a seguinte mensagem: ‘Erro da câmera. Desligue e ligue. ‘ […] Quando um usuário remove a lente, o obturador é fechado e travado. Na maioria dos casos, a cortina se soltou, como mostrado pelos inúmeros usuários do a7 III que compartilharam fotos de suas cortinas quebradas na Internet.”

As cortinas presas da Sony a7 III. Fotos de John Guerriero incluídas no processo contra a Sony.
As cortinas quebradas da Sony a7 III. Fotos de John Guerriero incluídas no processo contra a Sony.

O processo também afirma que a Sony está ciente do problema desde 2018 e cita a petição no Change.org chamada “Queremos que o Sony A7III seja revogado para a substituição do obturador“, com mais de 1.200 assinaturas, como evidência da existência do problema há muito tempo e de forma generalizada.

Guerriero está processando a Sony em nome de “todos os cidadãos de Nova York que compraram as câmeras a7iii” e está buscando no tribunal indenização por danos / custas / taxas e outras medidas acusando a empresa por fraude, enriquecimento sem causa, quebra de garantia e “marketing enganoso” da câmera. No Brasil, a Sony anunciou que não venderá mais câmeras fotográficas e deixará o país até o fim de março. Fonte: DIYPhotography

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *