Pinholes de Monica Mansur no CCJF

Monica Mansur_Panorama na caixa 2 leve

O Centro Cultural Justiça Federal (CCJF), no Rio de Janeiro, abre nesta quinta (2) a exposição Panoramas imaginários, série de fotografias pinhole e objetos fotográficos da artista visual Monica Mansur, autora do recente livro Mirada (Binóculo Editora), do qual a mostra tem origem.

Formada por ampliações em grande formato, caixas com fotografias e uma mesa de luz, o trabalho apresenta visões urbanas de prédios e avenidas de cidades como Nova York, São Paulo e Santiago, contrapostas a cenas de natureza de lugares como Ilha Grande, Itaipava e Itatiaia. Além da técnica empregada (a ancestral pinhole – ou câmera de orifício), Monica provoca no espectador uma sensação de deslocamento ao promover uma inclinação da linha do horizonte em suas capturas.

As imagens aparecem na forma de dobradura – com 5 metros, quando esticadas –, impressas em papel de algodão, ou em tecido, numa ocupação espacial de 10 metros de comprimento. Panoramas suspensos, em círculos de PVC, também despertam nos observadores a sensação de movimento, mesmo no confronto estático com a fotografia.

Monica utiliza filmes cromo e negativo preto e branco 120mm inteiros em sua pinhole. O filme vai sendo exposto e rolado enquanto a artista se desloca de um ponto a outro. “Movimento a câmera como uma extensão do meu corpo, fazendo um passeio visual diante da paisagem”, conta a artista. A curadoria é de Marisa Flórido e a exposição fica no Gabinete de Fotografia do CCJF (Av. Rio Branco, 241, Centro) até 16 de novembro.

Monica Mansur_Parque Lage_media

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.