Curiosidades Profissão: fotógrafo

Fotógrafo é mordido por cobra mortal, sobrevive e faz a foto

A foto da mordida (quase) mortal | Foto: Mark Laita

O fotógrafo Mark Laita é o que se pode chamar de cara de sorte. E sua sorte rendeu até uma menção digna de Wikipedia. Ele foi mordido por uma das cobras mais mortais do mundo; é um dos raros casos de sobrevivência e, sem querer, até fez uma foto da mordida.

Foto do livro "Serpentine" | Foto: Mark Laita
Foto do livro “Serpentine” | Foto: Mark Laita

O incidente ocorreu em 2012 quando Laita fazia retratos de espécies de cobras para o seu projeto e livro intitulado Serpentine. Uma das modelos era a mamba negra, que com sua mordida faz um ser humano entrar em colapso em 45 minutos. Para se ter uma ideia, antes do soro antiofídico existir todas as mordidas levavam a morte.

Foto do livro "Serpentine" | Foto: Mark Laita
Foto do livro “Serpentine” | Foto: Mark Laita

Mark Laita encontrou uma mamba negra para fotografar na casa de um colecionador de cobras na América Central. Embora alguns proprietários de cobras removam as glândulas de veneno, a cobra em questão ainda possuía essas glândulas. Ele já havia feito as fotos da mamba negra quando a cobra resolveu ir em sua direção. O fotógrafo (infelizmente) estava de bermuda para não assustar a cobra com movimentos do tecido da calça. O proprietário tentou pegar a cobra com um gancho, mas acidentalmente bateu em um fio vermelho do estúdio. E aconteceu o que se vê na foto, a cobra enterrou as presas na panturrilha do fotógrafo:

A foto da mordida (quase) mortal | Foto: Mark Laita
A foto da mordida (quase) mortal | Foto: Mark Laita

“O sangue jorrava. Ambas as presas atingiram uma artéria na minha panturrilha, como se a serpente soubesse o que estava fazendo”, contou o fotógrafo Mark Laita.

E como ele sobreviveu? Depois de ser levado ao hospital, os exames concluíram que ele não tinha nenhum veneno no sangue. Aparentemente foi uma “mordida seca”, que ocorre quando a cobra não libera o veneno ou fluxo o sangue empurra o veneno para fora de imediato.

Capa do livro "Serpentine" | Foto: Mark Laita
Capa do livro “Serpentine” | Foto: Mark Laita

Mesmo que tenha quase matado seu fotógrafo, a foto da modelo mamba negra entrou para o livro Serpentine. As fotos foram feitas com uma câmera Hasselblad Médio Formato 8×10.

Fonte: PetaPixel

Sobre o autor

Ruca Souza

Ruca Souza

Ruca Souza é jornalista e fez parte do iPhoto Channel de 2015 à 2018.

4 comentários

Clique aqui para postar um comentário