Tendência

Faça o Instagram, Instagram novamente. Pare de tentar ser o TikTok, pedem usuários

Os usuários do Instagram estão reagindo fortemente em todo o mundo as recentes mudanças no aplicativo. Essa semana uma nova campanha chamada “Faça o Instagram Instagram novamente. Pare de tentar ser o TikTok, só quero ver fotos fofas dos meus amigos. Atenciosamente, todos” viralizou e teve o apoio de Kylie Jenner (a segunda usuária mais seguida no Instagram com 361 milhões de seguidores) e sua irmã Kim Kardashian (326 milhões de seguidores), que compartilharam o pôster da campanha pedindo de volta o antigo Instagram que valorizava as fotos. Rapidamente, a direção do aplicativo se manifestou.

A fotógrafa Tati Bruening também compartilhou a arte da campanha no feed do seu Instagram e já teve mais de 1,8 milhões de curtidas em apenas 3 dias. Apesar do quadro ser assombroso para todos os usuários, os fotógrafos em particular estão sendo muito mais prejudicados com as recentes atualizações. Desde 2019, as postagens com fotografia perderam 44% do engajamento (leia mais aqui).

Faça o Instagram, Instagram novamente. Pare de tentar ser o TikTok, pedem usuários

A nova campanha ecoou forte mundo afora e chegou como um “Direct” no diretor do Instagram, Adam Mosseri. E como de costume ele disse que a fotografia é importante, blá-blá-blá, blá-blá-blá, e depois confirmou o que todos estamos vendo: o Instagram será um clone do TikTok.

“…ouço muitas preocupações sobre fotos e como estamos mudando para vídeo. Agora, quero deixar claro que continuaremos apoiando fotos, é parte de nossa herança… Dito isso, preciso ser honesto, acredito que cada vez mais o Instagram se tornará vídeo ao longo do tempo”, disse Mosseri num vídeo postado em seu site e mídias sociais. Veja abaixo:

Shutter Stock Shutter Stock

Apesar do “fanfarrão” ainda tentar argumentar que o Instagram vai continuar apoiando as fotos, a verdade é que ele só diz isso para não perder mais usuários com as mudanças sendo impostas aos fotógrafos, que agora precisam virar “dançarinos” ou “atores de segunda linha” para atrair e manter audiência com os Reels.

E para fechar seu vídeo com chave de ouro, Mosseri soltou mais uma pérola: “Vamos precisar evoluir porque o mundo está mudando rapidamente e temos que mudar junto com ele”, acrescentou o “brilhante” diretor do Instagram, como se dissesse: “fotografia é coisa do passado” e “evoluir” é tornar o Instagram um clone do TikTok. É pá cabá!

E de forma descontextualizada ainda diz, vamos repetir: “o mundo está mudando rapidamente e temos que mudar junto com ele”. Senhor Mosseri, não queremos mudar não. Não queremos transformar fotos em vídeos. Fotos são fotos. O Instagram se tornou o que é graças a fotografia e agora estão virando as costas para fotógrafos e amantes da fotografia. Queremos que o Instagram respeite a fotografia e mantenha o mesmo alcance e engajamento dos vídeos / Reels.

O apoio de Kylie Jenner pode ser emblemático na luta para um “Instagram raiz”. A última vez que ela reclamou de um aplicativo de mídia social, o Snapchat perdeu US$ 1,3 bilhão, então o Instagram está diante de um problema.

Faça o Instagram, Instagram novamente. Pare de tentar ser o TikTok, pedem usuários

Então, se você também é contra as recentes atualizações do Instagram, que tornam o aplicativo um clone do TikTok e que ficará totalmente focado em vídeos, participe do abaixo assinado da campanha “Faça o Instagram Instagram novamente“, que já está com mais de 165 mil assinaturas (a meta é 200 mil). Também poste o banner da campanha (arte abaixo) no seu perfil e marque o @instagram para pressionar o aplicativo a rever suas últimas atualizações e a valorizar novamente a fotografia.

Faça o Instagram, Instagram novamente. Pare de tentar ser o TikTok, pedem usuários

Ajude o iPhoto Channel

Há mais de 10 anos produzimos diariamente 3 a 4 artigos para você ficar bem informado de forma gratuita. Nunca cobramos qualquer tipo de assinatura. Nossa única fonte de receita são os anúncios do Google Ads, que são exibidos automaticamente ao longo das matérias. É com esses recursos que pagamos nossos jornalistas, webdesigners e custos com servidores, etc. Se puder, nos ajudar compartilhando sempre os conteúdos, agradecemos imensamente. Os links para compartilhamento estão no começo e fim deste post.

Artigos relacionados