Colunistas Nu e Sensual Ronny Higashi

Ensaio sensual: hora da sessão

Começarei este post me desculpando pela demora da terceira parte da série sobre ensaios sensuais. Final e começo de ano foram de mudanças. Agora estou de volta ao Brasil e ainda estou me instalando, por isso a demora nos posts. Mas agora chega de enrolação e vamos à parte final desta matéria.

Ronny Higashi3

A duração média dos meus ensaios é de três horas. Os primeiros 20 minutos são de muita conversa, pois as clientes ainda estão tensas e desconfortáveis com toda a situação. Por isso, nunca inicio um ensaio com os conjuntos de lingerie. Como ainda leva um tempo para que ela se sinta à vontade, começo com peças de roupas sensuais, como uma camisa aberta mostrando o sutiã e, após esse período de adaptação, começam a surgir belas imagens.

Nessa hora, sugiro a troca por um baby-doll ou até mesmo um corpete, mas não podemos perder o ápice do ensaio, aquele em que a cliente está completamente à vontade e, com isso, ainda mais bela. Porém, quando percebo que ela está ficando um pouco cansada, logo sugiro uma nova troca, o que garante ânimo renovado.

É também nessa fase final que ela deve colocar os conjuntos de lingerie, pois são peças mais sensuais e, com a confiança adquirida, normalmente rendem as mais belas fotos do ensaio.

Ronny Higashi2

Ronny Higashi8

Como as trocas geralmente demoram um pouco, pois é preciso mudar não só as peças, como a produção toda, nesse tempo eu vou preparando um novo set de iluminação e um cenário diferenciado.

Muitos fotógrafos não se sentem à vontade para mostrar as fotos durante o ensaio por infinitas razões. Eu particularmente gosto, pois quando trabalhamos com iluminação temos o poder de mudar completamente as características do ambiente. Além disso, a cliente não imagina como estão ficando as fotos, então, enquanto mostro o resultado de uma boa iluminação, acabo surpreendendo e matando a curiosidade dela, que se sente ainda mais confiante para seguir o ensaio.

Lembram-se do espelho, aquele do post anterior? Então, eu procuro sempre fugir deles, pois as mulheres, por mais que sejam lindas, impecáveis e estejam em sua melhor forma, nunca estão satisfeitas com o próprio corpo. Sendo assim, os espelhos podem de certa forma gerar um desconforto, atrapalhando o andamento do ensaio, o que não queremos de forma alguma.

Por mais animada e confiante que a cliente esteja, procuro não prolongar muito o ensaio, pois passado algum tempo ela estará cansada e já não renderão mais fotos agradáveis como anteriormente. Assim como saber a hora de fazer uma troca, é importantíssimo saber a hora de encerrar o ensaio. Por isso, me mantenho muito concentrado para conseguir perceber tudo isso.

Ronny Higashi6

Finalizando, devo dizer que, independente do pacote escolhido para o ensaio, seja ele o mais simples ou o mais sofisticado, eu sempre entrego uma surpresa: uma ampliação já emoldurada em tamanho A3+ em papel fine art com a foto preferida dela. Para muitos pode não parecer nada, mas com certeza ela ficará agradecida pelo carinho que você teve e saber agradar o cliente com certeza faz toda a diferença.

Com isso encerro esta série de posts sobre o ensaio sensual que eu realizo. Até o próximo tema.

Ronny Higashi7

Ronny Higashi4

Ronny Higashi5

Sobre o autor

Ronny Higashi

Reside no Japão desde 2006,natural de São Paulo. Ganhou destaque ao ter seu trabalho reconhecido e premiado por duas vezes em concursos japoneses renomados, primeiro como melhor foto escolhida pela fabricante Tamron e no ano seguinte ficou com a prata do concurso, que contou com mais de 400 participantes.
Hoje ministra aulas particulares e workshops, passando assim seu conhecimento para fotógrafos brasileiros na área de ensaios de noivas, ensaios sensuais e book fotográficos. 

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário