Técnica

Danilo Russo: dicas de fotografia básica

Foto: Reprodução/Camerasim
Exposição ideal
Foto: Reprodução/Camerasim
Exposição ideal

Somos seduzidos pelo que vemos. Quando uma cena mexe com nossas emoções, queremos guardá-la para algum dia poder rever. Assim, surge a necessidade de fotografar. A fotografia possibilita capturar momentos inesquecíveis, lembranças únicas.   

Incentivadas por esse sentimento, muitas pessoas adquirem equipamentos fotográficos. Em princípio, câmeras simples, operadas em modo automático – o famoso apontar e clicar.

Porém, com a prática, o entusiasta da fotografia começa a manifestar interesse por registrar aquilo que vê de um modo mais personalizado. De explorar as possibilidades de seu equipamento fotográfico e obter pleno domínio da câmera. Ao mesmo tempo, procura conhecer os princípios da captura fotográfica, de modo a desenvolver a capacidade de registrar criativamente o mundo.

Com o objetivo de ajudar essas pessoas que estão iniciando, criamos uma série de artigos básicos sobre fotografia. Com o apoio do renomado fotógrafo de moda Danilo Russo, iremos falar semanalmente sobre técnicas e oferecer dicas para uma boa captura de imagens. Neste artigo de estreia, o tema é exposição.

Capturar uma cena com uma câmera fotográfica implica, literalmente, escrever com a luz. Ou seja, fixamos a imagem em uma superfície sensível, através da exposição luminosa. Para que isso aconteça de forma adequada, é preciso fazer chegar uma quantidade de luz suficiente no dispositivo, seja ele o filme ou o sensor digital.

Esse processo passa por dois grandes momentos. No primeiro, a objetiva organiza os raios luminosos. No segundo, direciona-os para o sensor, onde será registrada a imagem.

Foto: Reprodução/Camerasim
Foto subexposta
Foto: Reprodução/Camerasim
Foto superexposta

As configurações da câmera é que determinam a quantidade de luz que incidirá sobre o dispositivo. Se chegar luz demais, a foto ficará superexposta (muito clara); se chegar de menos, ficará subexposta (muito escura). É preciso um ajuste correto para que tenhamos a exposição ideal. Isso se faz por meio de três controles:

Obturador – irá definir o tempo de exposição (velocidade);

Diafragma – controla a vazão de luz (abertura);

Sensibilidade do sensor.

Considerando esses três elementos, conseguiremos obter uma foto com exposição ideal.

Uma boa maneira de verificar como esses três ajustes funcionam é utilizando este simulador. Nele, testar todos os controles de uma câmera real. Na próxima semana, falaremos sobre o obturador. Até lá, divirta-se aprendendo!

 

Sobre o autor

Cynthia Badlhuk

Cynthia Badlhuk

Estudante de Jornalismo, apaixonada por música, fotografia e literatura contemporânea. Escreve também para o site www.livrosdefotografia.com.br. Contato: cynthia@iphotoeditora.com.br

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário