Design: um álbum pra chamar de seu!

IMG_3907

No artigo de hoje, vamos conversar sobre um assunto que realmente me fascina e que norteia todo o trabalho do meu estúdio de design: a criação de um álbum fotográfico como um projeto gráfico.

Existem diversas encadernadoras no mercado, com modelos de álbuns belíssimos para escolhermos. Porém, nada substitui o encantamento que é criar um álbum totalmente personalizado para o seu estúdio, para sua fotografia, ou, se quiser levar a personalização ao extremo, para cada cliente!

Quando digo isso, não estou sugerindo que você deve “recriar a roda” a cada álbum ou inventar algo totalmente fora dos padrões, mas é importante levar para o álbum o seu olhar, a sua identidade – seja tendo como suporte um modelo padrão de encadernadora com um toque na diagramação ou criando junto com seu parceiro um álbum “pra chamar de SEU”.

Para começar, encontre fornecedores com disposição para executar suas ideias. Essa não é uma missão das mais fáceis. Não são todas as encadernadoras que têm capacidade de executar projetos muito personalizados. E quando digo capacidade, não estou julgando a técnica de um fornecedor, mas sim a viabilidade de criar projetos que não façam parte de uma linha de produção. E não é má vontade, não. É que realmente é bastante complexo, no sentido de que um projeto personalizado envolve uma série de escolhas e entendimentos que tomam tempo de ambos os lados e encarecem o produto. Vou mencionar alguns pontos cruciais neste artigo.

IMG_3879
Um acabamento impecável é meio caminho andado para o sucesso do projeto

Preste atenção no acabamento dos álbuns e acessórios. Um acabamento impecável é meio caminho andado para o sucesso do projeto. Estamos trabalhando com fotografias, memórias que precisam durar muitos anos. Portanto, o fornecedor deve trabalhar com materiais adequados para acervos fotográficos.

Verifique se o fornecedor tem condições de trabalhar com materiais diversificados para revestir os álbuns. Isso vai te dar liberdade para criar. São muitas opções: papéis especiais, tecidos, papel de parede e couro são algumas das opções. Faça composições utilizando cores, estampas, texturas.

Uma dica importante para quem quer utilizar tecidos: evite materiais muito sintéticos. Dê preferência aos que têm mais algodão na composição e nunca escolha tecidos com tramas muito abertas. Antes de se aventurar a criar um projeto personalizado, recomendo estudar os revestimentos e até mesmo pegar dicas com sua encadernadora. O fornecedor, melhor que ninguém, irá saber aconselhar sobre o que funciona ou não. Evite escolher um revestimento só porque ele é bonitinho.

IMG_5933
Variedade de materiais permite maior liberdade para criar

Quando o fornecedor não recomendar utilizar determinado material, não ache que é má vontade. É que realmente alguns materiais não são adequados para a encadernação. Uma escolha errada pode acarretar um acabamento ruim ou até mesmo um problema maior (pouca durabilidade do álbum). Procure entender um pouco esse universo e confie nas recomendações de seu parceiro.

Como sempre, a fotografia vai ser a base inicial do trabalho. Ela é e sempre será a atração principal do álbum. Então, a foto vai ditar as regras do projeto. Escolha o tamanho do álbum e o estilo de laminação que combina com o seu estilo e defina os revestimentos. Vai ser mais fácil adequar a diagramação às cores do revestimento disponível do que criar o layout do álbum baseado em uma paleta de cores e depois tentar encontrar um revestimento que combine com ele.

Para personalizar a capa ou acessório, gosto muito de lançar mão da técnica de hotstamping. Essa tecnica permite a gravação de uma arte na capa do seu álbum ou acessório. A arte que você criar será transferida para uma placa metálica que será pressionada contra o álbum e irá gravar o conteúdo em baixo-relevo – com ou sem cor de fundo. Usamos muito essa técnica para gravar o título do álbum, a data do evento e até mesmo o logo do fotógrafo. Uma forma singela e clássica de estampar seu logotipo no material. Existem várias outras técnicas, como gravação a laser e serigrafia, por exemplo.

LOGO_SIMONEFIUZA_HOTSTAMPING
Logotipo da fotógrafa Simone Fiuza gravado por meio de hotstamping
IMG_5622
Álbum desenvolvido para a fotógrafa Vivi Guimarães, com aplicação de hotstamping na capa

Procuro pesquisar técnicas antigas de encadernação que possam inspirar a criação dos nossos projetos. Assim, fazemos releituras de técnicas clássicas e com um toque personalizado. No exemplo abaixo, a fonte de inspiração foi uma técnica chamada “encadernação à Bradel”, criada no século XVIII pelo encadernador francês Alexis-Pierre Bradel. O processo é trabalhoso, mas muito recompensador.

E o mais interessante: é uma forma de você, fotógrafo, se diferenciar do seu concorrente, evitando comparações binárias de preço, pois o que você se propõe a entregar é ÚNICO – assim como o seu olhar!

AlbumArtesanal_CaixaFita_MarianaBontempo_AlbumNewborn-1
Nesta foto e abaixo, detalhes de álbum feito com “encadernação à Bradel”, para a fotógrafa Mariana Bontempo

AlbumArtesanal_CaixaFita_MarianaBontempo_AlbumNewborn-4

AlbumArtesanal_CaixaFita_MarianaBontempo_AlbumNewborn-5

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *