Criatividade Dicas de Fotografia Fotografia com drone Fotografia noturna Inspiração Sem categoria

O que você faria com uma esponja de aço e um drone? Um fotógrafo usou a criatividade e fez fotos incríveis

Foto: Frank Stelges
Livro de fotografia

O fotógrafo alemão Frank Stelges tem uma escola de fotografia no Alaska, onde ensina fotografia noturna e como capturar a Aurora Boreal. Frequentemente ele leva e supervisiona grupos de alunos em expedições fotográficas noturnas. E em uma dessas noites, que pouca coisa estava boa para fotografar no céu, Frank resolveu experimentar algo novo. Com uma esponja de aço e um drone, ele fez uma série incrível de imagens noturnas.

Como todo bom professor, sempre que leva um grupo de alunos para fotografar, Frank tinha um plano B para caso as luzes da Aurora Boreal não estivessem muito visíveis. Isso geralmente envolve técnicas de light painting, pois permite ao grupo experimentar as técnicas que eles aprenderam na sala de aula. Nesta noite em particular, uma das pessoas do grupo levou um pouco de esponja de aço e, assim, Frank começou a fazer algumas fotos.

Depois de ver as fotografias que estava tirando, ele ficou impressionado com o efeito. “Olhando para os alunos, eu disse que provavelmente as fotos deveriam ficar muito boas vistas lá do céu e simultaneamente pensei: ‘Drone!’ Então tirei meu DJI Mavic Pro e ajustei algumas configurações e tentei.”

O teste improvisado resultou em algumas imagens fantásticas, pois o drone conseguiu capturar uma perspectiva única da esponja de aço. De cima, a pessoa que segura a lã de aço aparece cercada por um halo de fogo, enquanto raios de luz disparam em todas as direções. A alta qualidade das fotografias é impressionante, principalmente considerando as dificuldades técnicas que Frank enfrentou.

“Você precisa de uma exposição longa para capturar as faíscas da esponja de aço, o que normalmente é uma situação em que você usaria um tripé estável para que a câmera não se mova durante o período da sua exposição”, explica. “Nesse caso, sua câmera é um objeto em movimento e voador, a 15 metros de altura. Está realmente escuro, então você não vê o drone e não tem ideia do que está fazendo lá em cima. ”

Felizmente, após duas ou três tentativas, Frank conseguiu ajustar as configurações para que ele pudesse obter fotografias impressionantes.

Gostou desta matéria? Então, compartilhe o link dela com seus amigos em grupos de fotógrafos no WhatsApp e em redes sociais e ajude a fotografia a ser cada vez mais valorizada. Afinal, o conhecimento transforma sua fotografia, sua carreira e sua vida.

Sobre o autor

Da Redação

Da Redação

Adicionar um comentário

Clique aqui para postar um comentário