Autoral Estúdio Fotografia de retratos Sem categoria

Fotógrafa faz série de fotos da pele real de mulheres e levanta debate

"Prefiro não usar maquiagem e deixar minha pele respirar. Quando eu era jovem, nunca saía sem usar maquiagem. Não me lembro do momento em que parei de me importar, mas agora ficarei feliz em passear sem ela. Eu me afastei do uso da maquiagem como uma maneira de cobrir minha pele, mas a vejo como mais um empreendimento artístico. ”- Annie

A aplicação de filtros de suavização de pele em fotos se tornou uma verdadeira febre nos últimos anos. Quase todos os aplicativos, smartphones e redes sociais disponibilizam o recurso para suavizar a textura da pele, remover espinhas ou manchas. Para mostrar um contraponto a isto e abrir um debate sobre a pele, a fotógrafa inglesa Sophie Harris-Taylor criou uma série de retratos chamada Epiderme. Nela, Sophie fotografou 20 mulheres com doenças como acne, rosácea e eczema sem que elas usassem qualquer tipo de maquiagem.

O objetivo do projeto era mostrar essas mulheres sem vergonha de sua pele real. E a fotógrafa sabe muito bem o que significa conviver com uma doença de pele. Quando era adolescente, Sophie sofria de acne severa, que afetava sua auto-estima, fazendo-a sentir muita vergonha de estar em espaços públicos ou temer o julgamento de outras pessoas por causa do aspecto da sua pele. “Ainda é algo com o qual luto pessoalmente, mas espero que um dia eu possa praticar o que prego. Com muitos desses tipos de séries, há um elemento de tentar chocar, mas esse foi o oposto do que eu estava tentando alcançar. Eu queria que Epiderme fosse vista primeiro como uma sessão de fotos de beleza para depois gerar comentários sobre a pele”.

Depois de lançar a série, Sophie recebeu mensagens do mundo inteiro. “Fiquei realmente impressionada com a recepção que a série teve. Recebi mensagens de pessoas de todo o mundo me agradecendo por esclarecer o assunto. Acho que isso mostra que quanto mais abertos e honestos somos sobre essas coisas, menos as pessoas se sentem sozinhas e menos estigmatizadas elas se tornam “.

Veja abaixo algumas fotos e os depoimentos feitos por cada mulher que participou do projeto:

“Ser diagnosticado com uma condição incurável da pele em uma idade jovem teve um enorme impacto sobre mim. Senti que não tinha controle sobre minha aparência, minha autoconfiança foi destruída e fiquei com medo do meu futuro”. 
– Lex
“Pessoalmente, estou tentando me treinar para entender o que realmente é a beleza.” – Ezinne
“À medida que envelheci, percebi que a pele não é naturalmente lisa, nem texturizada, e que nenhum dos rostos que olhei na vida real parecia a minha pele ‘ideal’. Isso não quer dizer que às vezes não pare, olhe no espelho e sinta vergonha do meu rosto, principalmente se eu estiver sem maquiagem, mas aprendi que esses pensamentos não são úteis e tento não ficar obcecados por eles. ”- Izzy
“[Isso] me causou dores físicas e mentais constantes. 
Era completamente insuportável. 
Mas eu não mudaria, pois isso me deixou muito mais confiante e forte. ”- Mariah