Esportes Fotojornalismo

Saiba como é fotografar a Copa

Vai ter copa sim! E quem diria que essa copa teria resultados tão surpreendentes? Entre um jogo e outro, lá estão os fotógrafos, capturando expressões e emoção dos jogadores e torcedores. Essa tarefa pode ser muito prazerosa, mas nem sempre fácil.

Tem Copa sim! E quem diria que este mundial teria resultados tão surpreendentes? Entre um jogo e outro, lá estão os fotógrafos, capturando o esforço dos jogadores e a emoção da torcida. Essa tarefa pode ser muito prazerosa, mas nem sempre fácil.

Bruna Prado é fotojornalista do Jornal Metro e conseguiu fazer o credenciamento para a cobertura da Copa através do veículo onde trabalha. A fotógrafa tem o direito de cobrir os jogos que acontecem em sua cidade, o Rio de Janeiro.

Para tanto, a Fifa passa inúmeras instruções. Além da credencial, para cada jogo que for cobrir é preciso solicitar um ticket que contém o número da cadeira que o fotógrafo irá sentar. “Depois que as equipes entram em campo e posam para a foto oficial, não podemos mais levantar da cadeira até o final do jogo, somente no intervalo”, conta Bruna. Mas a Fifa tem lá seu lado “bonzinho”: deixa à disposição tomadas e cabos de rede com conexão de internet para enviar as fotos no decorrer do jogo.

Copa do Mundo 2014 - Belgica x Russia

O kit de equipamentos da fotógrafa não é muito leve. Ela carrega quatro câmeras DSLR da Canon: 1DX, 7D, 1DS Mark III e 5D Mark II e mais as lentes 70mm 2.8L, 50mm 1.4, 8-15mm 4L, 70-200mm 2.8L, 300mm 2.8L e 400mm 2.8L. Além disso, tem o material extra: notebook, leitor de cartão, monopé e capas de chuva.

Bruna_prado_Iphoto_editora_photo_channel_fotografia_copa_fotojornalismo_futebol

Com tantos equipamentos de altíssimo custo, é preciso ter cuidado: alguns profissionais em diversos estádios já tiveram equipamentos furtados. “Precisamos deixar parte deles sozinha para fotografar torcidas e times. Por aqui tenho literalmente acorrentado tudo com cadeados”, confessa Bruna. Além da segurança, a dificuldade é o espaço limitado que muitos profissionais dispõem. “Ficamos muito próximos e às vezes acabamos, mesmo sem intenção, atrapalhando o outro”, afirma a fotógrafa.

No momento de fotografar, Bruna fica atenta às expressões dos personagens principais dos jogos, lances decisivos, comemorações e torcida. Ela faz mais de mil fotos por jogo, buscando captar os muitos momentos importantes. A fotógrafa tenta colocar em cima disso a sua linguagem. A cobertura dos jogos no Brasil é histórica para todos os profissionais de fotografia do país, estando dentro ou fora dos campos. “Não há como negar que é uma experiência incrível, aprendemos muito e estamos ao lado dos melhores fotógrafos de esportes do mundo”, finaliza Bruna.

Bruna_prado_Iphoto_editora_photo_channel_fotografia_copa_fotojornalismo_futebol (1)

Copa do Mundo 2014 - Argentina x Bosnia

Copa do Mundo 2014 - Argentina x Bosnia

Copa do Mundo 2014 - Treino Selecao Brasileira Granja Comary

Copa do Mundo 2014 - Espanha x Chile

Copa do Mundo 2014 - Espanha x Chile

Bruna_prado_Iphoto_editora_photo_channel_fotografia_copa_fotojornalismo_futebol (11)

Copa do Mundo 2014 - Espanha x Chile

 

Sobre o autor

Cynthia Badlhuk

Cynthia Badlhuk

Estudante de Jornalismo, apaixonada por música, fotografia e literatura contemporânea. Escreve também para o site www.livrosdefotografia.com.br. Contato: cynthia@iphotoeditora.com.br

Adicionar um comentário

Clique aqui para postar um comentário