Tendência

Pesquisa interna do Facebook mostra que o Instagram é tóxico para meninas adolescentes

De acordo com uma pesquisa interna feita pelo próprio Facebook, e obtida e divulgada pelo The Wall Street Journal, o Instagram é tóxico e prejudicial para meninas adolescentes. O Instagram respondeu ao jornal assumindo que essas descobertas são verdadeiras, mas focam apenas no lado negativo da rede social. Embora a pesquisa não foque diretamente no uso da fotografia, mas a verdade é que a obsessão por curtidas, audiência e, principalmente, a comparação com as outras pessoas afeta não só adolescentes, mas fotógrafos de todos os níveis e idades.

De acordo com a pesquisa do próprio Facebook, dono do Instagram, o principal problema com a toxicidade do Instagram está relacionado à comparações sociais, imagem corporal, saúde mental e ao bullying que as adolescentes sentem ao usar a rede social, principalmente por causa do estímulo permanente que o Instagram cria pela disputa de popularidade.

Pesquisa interna do Facebook mostra que o Instagram é tóxico para meninas adolescentes
O Instagram é tóxico para meninas adolescentes | Foto: Pexels

Um dos slides da pesquisa do Facebook obtido pelo The Wall Street Journal revela 3 dados impressionantes: “Nós [Instagram] pioramos os problemas de imagem corporal para uma em cada três meninas adolescentes. Os adolescentes culpam o Instagram pelo aumento na taxa de ansiedade e depressão. 13% dos usuários britânicos e 6% dos usuários americanos relataram o desejo de se matar no Instagram”.

“No Instagram, olhamos os benefícios e os riscos do que fazemos. Estamos orgulhosos de que nosso aplicativo pode dar voz àqueles que foram marginalizados, que pode ajudar amigos e familiares a se manterem conectados de todos os cantos do mundo, que pode provocar mudanças sociais; mas também sabemos que pode ser um lugar onde as pessoas tenham experiências negativas”, disse a chefe de políticas públicas do Instagram, Karina Newton numa resposta oficial ao The Wall Street Journal.

Pesquisa interna do Facebook mostra que o Instagram é tóxico para meninas adolescentes
Foto: Pexels

Segundo o relatório, o Instagram sabe claramente que a rede social é tóxica e prejudicial para as adolescentes e seus executivos têm tentado encontrar uma maneira de reduzir esses danos e, ao mesmo tempo, manter as pessoas na plataforma. Porém, a verdade é que diminuir a toxidade do Instagram sem perder usuários são caminhos absolutamente contrários. Um exemplo claro disso foi a tentativa do Instagram de ocultar completamente a contagem de “curtidas”, mas depois voltou atrás e tornou o recurso opcional.

Mas apesar de sua própria pesquisa revelar o impacto que o Instagram tem sobre a saúde mental, o The Wall Street Journal diz que ‘o Facebook consistentemente minimizou os efeitos negativos do aplicativo sobre os adolescentes e não tornou sua pesquisa pública ou disponível para acadêmicos ou legisladores que a solicitaram”.

Na nota oficial enviada o The Wall Street Journal, o Instagram diz que o cerne da questão não é se o Instagram é bom ou ruim para as pessoas, mas se a mídia social em geral é. A empresa diz que suas pesquisas sobre isso são mistas e que podem ser as duas coisas.

“Muitos disseram que o Instagram melhora as coisas ou não tem efeito, mas alguns, especialmente aqueles que já estavam se sentindo para baixo, disseram que o Instagram pode piorar as coisas. No mundo da pesquisa, isso não é surpreendente ou inesperado. Questões como comparação social negativa e ansiedade existem no mundo, então elas também existirão nas redes sociais”, disse a chefe de políticas públicas do Instagram. Leia a resposta completa do Instagram divulgada em seu site.

Pesquisa interna do Facebook mostra que o Instagram é tóxico para meninas adolescentes
o Instagram é tóxico para meninas adolescentes | Foto: Pexels

Muitos adolescentes entrevistados pelo Wall Street Journal disseram que não queriam que o Instagram desaparecesse, mas que estavam céticos de que o Facebook tenha se esforçado o suficiente para tornar a plataforma menos tóxica. 

Tanto na resposta do Instagram ao jornal, como nos dados revelados da própria pesquisa feita pelo Facebook, está claro que há uma grande preocupação dos executivos do Instagram com a toxicidade da rede social e que algumas ações foram realizadas, mas sem muito sucesso. O dilema do Facebook e Instagram é encontrar com urgência uma solução que mantenha o aplicativo envolvente e, ao mesmo tempo, torne a rede social menos tóxica para seus usuários, principalmente, para jovens e adolescentes.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.