Fotopédia

Os retratos intimistas de Annie Leibovitz | Grandes Fotógrafas da História

Foto: Liz O. Baylen/Los Angeles Times

Waterbury, Connecticut 2 de outubro de 1949

Imagens icônicas de celebridades, capas históricas e retratos das pessoas mais importantes do mundo fazem parte do trabalho de Annie Leibovitz. Algumas de suas técnicas tornaram-se marca registrada como o gosto pelas cores primárias e a nítida colaboração do assunto com a fotógrafa, gerando poses e fotografias memoráveis.

Em 1970, conquistou uma vaga na revista Rolling Stone. Com seu portfólio surpreendente o cargo de editora chefe veio dois anos depois. Junto com isso surgiram inúmeras coberturas, como a inesquecível turnê com os Rolling Stones, em 1975, onde Annie retratou os músicos em sua intimidade, e presenteou o mundo com fotos incríveis dos grandes astros do rock.

iphoto-annie-leibovitz (7)

Sua carreira é constantemente confundida com sua vida pessoal, como ela mesma diz. A entrada na revista Rolling Stones, no auge do movimento de contracultura nos anos 1960, fez com que a fotógrafa participasse de momentos íntimos de grandes artistas, como foi o caso da fotografia de Johnn Lennon nu abraçado em Yoko Ono, momentos antes de ser assassinado, em 8 de dezembro de 1980. Essa sequência de imagens são as últimas lembranças do ex-Beatle.

iphoto-annie-leibovitz

Com o tempo, sua técnica se aperfeiçoou e um dos seus diferenciais ficou marcado como a capacidade de registrar seus personagens em ambiente familiar ou de trabalho, criando uma relação íntima. As imagens de Annie podem ser interpretadas como uma grande aula de direção de cena e personagens para aqueles que se arriscam na fotografia de retrato.

iphoto-annie-leibovitz (12)
iphoto-annie-leibovitz (8)

iphoto-annie-leibovitz (7)

iphoto-annie-leibovitz (3)

iphoto-annie-leibovitz (2)

iphoto-especial-mes-da-fotografia2

09/31

Sobre o autor

Eliza Doré

Eliza Doré

Eliza Doré é assessora de comunicação da iPhoto Editora e escreve para o iPhoto Channel. Formada em Jornalismo pela Univali, já estudou fotografia documental na Argentina. Conheça outros projetos paralelos: lizzadore.tumblr.com

4 comentários

Clique aqui para postar um comentário