Tragédia

Marido empurra esposa grávida de penhasco após tirar fotografia

Como é triste alguém usar a paixão das pessoas por um registro fotográfico de um momento importante da vida, como uma gravidez, para cometer um crime tão monstruoso. Esse episódio terrível aconteceu na Turquia, quando Hakan Aysal, de 40 anos, levou sua esposa grávida de sete meses até uma encosta, sob o pretexto de tirar uma fotografia. Após fazer a imagem da mulher ele a empurrou de um penhasco de 300 de altura. Na imagem feita por Hakan, a esposa aparece sorrindo e feliz sem imaginar que após a foto o marido cometeria o crime.

Antes de empurrar a esposa do penhasco o marido tirou a foto acima segundo as investigações da justiça da Turquia

Inicialmente, o homem informou a polícia que se tratava de um acidente, mas durante a investigação foram descobertos indícios de que tudo foi premeditado. O caso aconteceu em junho de 2018 e agora, segundo a imprensa turca, o caso avançou na justiça turca, que acredita que um seguro de vida no valor de milhares de dólares em nome da mulher teria sido o principal motivo para o crime. A acusação observou que Hakan havia reivindicado o pagamento do seguro pouco tempo depois, mas foi recusado quando a notícia da investigação foi revelada. Por isso, Hakan Aysal está sendo acusado de homicídio, que em caso de condenação, terá como pena a prisão perpétua.

Hakan negou ser o responsável pela morte da esposa: “Depois de tirar uma foto, minha esposa colocou o telefone na bolsa. Mais tarde ela me pediu para lhe dar o telefone. Levantei-me e ouvi minha esposa gritar atrás de mim quando me afastei alguns passos para pegar o telefone de sua bolsa. Quando voltei, ela não estava lá”, disse o acusado do crime. Questionado sobre os prêmios do seguro, Hakan disse: ‘Tenho me interessado por esportes radicais desde 2014; pára-quedas, bungee jumping, rafting. É por isso que eu tinha seguro de vida antes de me casar”.

Sobre o autor

Da Redação

Da Redação

Adicionar um comentário

Clique aqui para postar um comentário