Uma luz de R$ 100 versus uma luz de R$ 4500. Fotógrafo faz o teste e resultado impressiona

O fotógrafo Skyler Burt, do site We Eat Together, decidiu avaliar a qualidade de uma luz de trabalho, que custa apenas US$ 20 em uma loja de ferragens, comparada com um flash de estúdio. Ele colocou uma luz de trabalho de halogênio HDX 500w contra uma tocha Elinchrom Pro HD 500W de US$ 900. Burt destaca que as desvantagens da luz de trabalho são o calor (não é uma luz adequada para fotografar alimentos que possam derreter) e sua cor (que pode ser ajustada no balanço de branco). Para corrigir a dureza da luz, Burt usou algumas folhas de papel vegetal como um difusor simples e barato. Assista ao vídeo abaixo:

Depois de fotografar a mesma cena com sua configuração de iluminação/câmera mais barata e sua configuração profissional, Burt acabou com as duas fotos abaixo. Você pode dizer qual é qual?

Foto: Skyler Burt
Foto: Skyler Burt


A primeira foto foi tirada com a tocha profissional, uma Canon 5DS, uma lente 50mm f/1.2, enquanto a segunda foi fotografada com a luz de trabalho, uma Fujifilm X-E2 e uma lente 18-55mm.

“Para dizer a verdade, estou bastante surpreso com os resultados que alcancei”, escreve Burt. “Ao comparar as duas imagens, vejo que a luz na configuração mais barata é ligeiramente mais tediosa, menos nítida e com realces mais curtos. Não estou convencido de vender todo o meu equipamento de estúdio, mas também estou muito satisfeito por poder recomendar isso como uma opção viável para quem procura uma alternativa mais barata aos flashes de estúdio.”

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *