Tendência

Uma luz de R$ 100 versus uma luz de R$ 4500. Fotógrafo faz o teste e resultado impressiona

O fotógrafo Skyler Burt, do site We Eat Together, decidiu avaliar a qualidade de uma luz de trabalho, que custa apenas US$ 20 em uma loja de ferragens, comparada com um flash de estúdio. Ele colocou uma luz de trabalho de halogênio HDX 500w contra uma tocha Elinchrom Pro HD 500W de US$ 900.

Burt destaca que as desvantagens da luz de trabalho são o calor (não é uma luz adequada para fotografar alimentos que possam derreter) e sua cor (que pode ser ajustada no balanço de branco). Para corrigir a dureza da luz, Burt usou algumas folhas de papel vegetal como um difusor simples e barato. Assista ao vídeo abaixo:

Depois de fotografar a mesma cena com sua configuração de iluminação/câmera mais barata e sua configuração profissional, Burt acabou com as duas fotos abaixo. Você pode dizer qual é qual?

Foto: Skyler Burt
Foto: Skyler Burt


A primeira foto foi tirada com a tocha profissional, uma Canon 5DS, uma lente 50mm f/1.2, enquanto a segunda foi fotografada com a luz de trabalho, uma Fujifilm X-E2 e uma lente 18-55mm.

Shutter Stock Shutter Stock

“Para dizer a verdade, estou bastante surpreso com os resultados que alcancei”, escreve Burt. “Ao comparar as duas imagens, vejo que a luz na configuração mais barata é ligeiramente mais tediosa, menos nítida e com realces mais curtos. Não estou convencido de vender todo o meu equipamento de estúdio, mas também estou muito satisfeito por poder recomendar isso como uma opção viável para quem procura uma alternativa mais barata aos flashes de estúdio.”

Artigos relacionados