Instagram

10 fotógrafos brasileiros de retrato para seguir no Instagram

Foto: Nana Moraes
Livro de fotografia

A fotografia de retrato é uma categoria que exige, além de uma boa técnica de iluminação, a habilidade de se conectar com o retratado e enxergar além das aparências. Se você tem interesse nesse segmento, esta é uma lista de fotógrafos brasileiro que vale a pena seguir no Instagram.

Vânia Toledo (@vania.toledo) iniciou a carreira de fotógrafa em 1978, como colaboradora do jornal Aqui São Paulo, assumindo a posição de editora de fotografia no ano seguinte. Uma retratista que se diz ‘viciada em pessoas’ e uma das primeiras mulheres a entrar para a lista de fotógrafos brasileiros consagrados.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Vania Toledo | Fotógrafa (@vania.toledo) em

Luiz Garrido (@luiz.garrido) iniciou a carreira como repórter fotográfico em meados dos anos 60. Tornou-se correspondente da revista Manchete em Paris, em 1968, destacando-se no ano seguinte ao realizar, em Berlim, a documentação da campanha pela paz mundial promovida pelo casal John Lennon e Yoko Ono.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Luiz Garrido (@luiz.garrido) em

Luiz Tripolli (@tripolli.fotografo) é um dos pioneiros da fotografia de moda no Brasil e ficou amplamente conhecido por seus trabalhos de nu feminino. Tripolli é reconhecido por suas fotos dramáticas, com uma aura cinematográfica.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Luiz Tripolli (@tripolli.fotografo) em

Nana Moraes (@nanamoraes_fotografia) é formada em Jornalismo pela PUC de São Paulo e começou a carreira como assistente de seu pai, o fotógrafo José Antonio Moraes. É reconhecida no meio artístico e editorial pela capacidade de se conectar ao retratado. Atualmente colabora para principais publicações editoriais do mercado brasileiro.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Nana Moraes (@nanamoraes_fotografia) em

Daryan Dornelles (@daryandornelles) ficou conhecido por registrar alguns dos maiores nomes das artes e cultura pop do Brasil, como Julia Lemmertz, Lázaro Ramos, Caetano Veloso, Chico Buarque, Marcelo D2, Letícia Spiller, Lenine e muitos outros.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Daryan Dornelles (@daryandornelles) em

Priscila Prade (@priscilaprade) é reconhecida por estabelecer uma grande cumplicidade com os artistas retratados. Além de ter seus retratos publicados em diversas revistas e campanhas publicitárias, é tida como uma das mais sensíveis fotógrafas de cinema e teatro.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por priscilaprade (@priscilaprade) em

Miro (@miro_foto) começou a fotografar na década de 70 e tornou-se uma das maiores influências na fotografia de moda e na publicidade brasileira. Mal começou a conquistar o mercado brasileiro, logo mudou-se para Paris, onde trabalhou para as mais importantes revistas de moda europeias.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Miro (@miro_foto) em

Jorge Bispo (@jorgebispo) é filho de uma família de atores e começou fotografando os bastidores do teatro. Formado em Artes Plásticas pela UFRJ, Bispo é dono de um olhar peculiar que vai do mais simples ao mais sofisticado. Já retratou uma série de celebridades nacionais e internacionais como David Lynch, Spike Lee, Willem Dafoe, Otto, Chico Buarque, Leandra Leal e muito outros.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por BISPO (@jorgebispo) em

Luisa Dörr (@luisadorr) foi descoberta pela revista Time através do Instagram e então foi convidada para fotografar um editorial retratando as personalidades femininas mais influentes do mundo, usando apenas um smartphone. Celebridades como Oprah Winfrey, Hillary Clinton e Aretha Franklin.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Luisa Dörr (@luisadorr) em

Bob Wolfenson (@bobwolfenson) iniciou a carreira aos 16 anos, trabalhando com influentes fotógrafos da época, como Francisco Albuquerque, Tripolli e Antonio Guerreiro, além de passar uma temporada em Nova York como assistente do fotógrafo Bill King. Detalhista e atencioso, Bob Wolfenson transita entre os mais diversos estilos e já retratou diversas personalidades.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Bob Wolfenson (@bobwolfenson) em

Sobre o autor

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto é natural de Belo Horizonte, é bacharel em Artes Plásticas com habilitação em Fotografia e pós-graduando em Jornalismo Digital. Atua como Fotógrafo, Professor e Programador Visual.

Adicionar um comentário

Clique aqui para postar um comentário