Fotopédia

Alex Prager: fotos encenadas e hiper-realismo

Foto: Alex Prager
Livros de fotografia

Fotografias encenadas com um colorido memorável em situações hiper-realistas, é assim que podemos definir o trabalho de Alex Prager. O fotógrafo e cineasta nascido no dia 1 de novembro de 1979, em Los Angeles ficou conhecido pelas suas fotografias em que utiliza da encenação de atores como modelos em sua base de criação.

Foto: Alex Prager
Foto: Alex Prager

A alienação é um tema comumente tratado em seu trabalho, o  uso da encenação traz a sensação de que as imagens foram captadas em um filme. As cores são perceptíveis e se destacam nas fotografias, sua grande inspiração foi o fotógrafo William Eggleston. Uma de suas influências é a fotógrafa Cindy Sherman por tratar-se do modo como seus atores/modelos são produzidos que assim como Sherman desenvolvem personagens e atuam em razão de uma crítica social.

Foto: Alex Prager
Foto: Alex Prager

Além da fotografia Prager passou a atuar na área do cinema quando realizou seu curta-metragem “Despair” em 2010. A história conta a obsessão de uma bailarina pela dança que acaba por conflitar com a sua necessidade de amor. O filme foi exibido na exposição “New Photography 2010” do Museu de Arte Moderna onde o fotógrafo destacou-se. Prager passou a desenvolver sua prática fotográfica entre 1999 e 2000.

Foto: Alex Prager
Foto: Alex Prager
Foto: Alex Prager
Foto: Alex Prager
Foto: Alex Prager
Foto: Alex Prager
Foto: Alex Prager
Foto: Alex Prager

Sobre o autor

Eliza Doré

Eliza Doré

Jornalista do iPhoto Channel é formada pela Univali em Comunicação social com ênfase em jornalismo e pós-graduada em Gestão Cultural, estudou fotografia documental em Buenos Aires.

Adicionar um comentário

Clique aqui para postar um comentário