Tendência

Fotógrafo diz que Charli D’Amelio, famosa TikToker, roubou suas fotos

Charli D’Amelio, de apenas 17 anos, tem o perfil mais seguido no TikTok com 124 milhões de fãs. Em dezembro de 2020 ela lançou seu primeiro livro impresso com fotos exclusivas e curiosidades sobre a menina. Rapidamente o livro se tornou best-seller na lista do New York Times. Porém, quem não gostou nada do livro foi o fotógrafo Jake Doolittle. Ele diz que algumas fotos suas foram usadas no livro sem permissão e autorização.

Apesar das fotos serem usadas sem autorização no livro foram devidamente creditadas ao fotógrafo, ou seja, apesar de não ter o consentimento do fotógrafo, os editores do livro colocaram seu nome ao lado das fotos reconhecendo sua autoria.

Fotógrafo diz que Charli D'Amelio, famosa TikToker, roubou suas fotos para usar em livro "Simplemente Charli"

Embora tenha recebido os créditos nas fotos, como de direito, o fotógrafo mostrou seu descontentamento público a um post no Twitter de Charli D’Amelio. A estrela do TikTok escreveu: “Não consigo pensar em nada além de ter asas agora”. E o fotógrafo respondeu abaixo: “Não consigo pensar em nada além dos milhões que você ganhou com minhas fotos”. Veja o print da conversa abaixo. E depois emendou: “Nunca me disseram que as fotos estariam no livro. Um crédito em um livro não significa nada quando eles não têm sua permissão”.

Após as postagens, o fotógrafo começou a receber inúmeras ameaças de fãs da TikToker, incluindo pessoas dizendo para o fotógrafo “se matar”. Depois disso, seus Tweets foram excluídos para evitar a continuação de novas intimidações. A própria equipe de Charli D’Amelio entrou em contatou ameaçando envolver advogados caso ele não retirasse os Tweets e parasse de divulgar “informações falsas”.

Como como e quando as fotos foram feitas? Segundo o fotógrafo, ele procurou Charli D’Amelio há alguns anos, quando ela era ainda uma influencer emergente com um número de seguidores muito menor do que hoje. Em dezembro de 2019, ele viajou para Connecticut e tirou algumas fotos gratuitamente para ela usar e para ele ter em seu portfólio.

Posteriormente a fazer as fotos, ele enviou um e-mail para a equipe que gerencia a carreira da estrela do TikTok pedindo o seguinte: “Se vocês decidirem vender as fotos por qualquer motivo, gostaria de ser notificado com antecedência para que possamos resolver algo”. Porém, a equipe de D’Amelio respondeu apenas que “concorda com os direitos e usos” que foram definidos.

Fotógrafo diz que Charli D'Amelio, famosa TikToker, roubou suas fotos para usar em livro "Simplemente Charli"
O livro de Charli D’Amelio que usou as fotos sem autorização também já foi traduzido para português.

“Eu disse muito claramente em meu e-mail que não iria vender diretamente [as fotos], mas se eles decidirem vendê-las, gostaria de ser notificado para que eu possa ser pago”, contou o fotógrafo. “Esta sessão de fotos foi para um post do Instagram. A família D’Amelio e toda a equipe conseguiram fotos de Charli mostrando suas habilidades na dança e, em troca, recebi uma postagem nas redes sociais sabendo que não seria compensado por nada disso… a menos que vendessem as fotos”.

Para evitar tudo isso, segundo o fotógrafo, bastaria que a equipe de Charli entrasse em contato antes de publicar suas fotos no livro com uma simples mensagem: “Vamos publicar este livro de Charli e gostaríamos de usar suas fotos. Aqui está o dinheiro pelo trabalho. Assine aqui. Obrigado, tchau”. Porém, isso nunca foi feito e o fotógrafo se sente prejudicado.

“Eu me sinto impotente quando estou lutando contra um grande conglomerado de mídia com gerentes, advogados, relações públicas e muito mais. Me sinto impotente”, disse o fotógrafo, que gravou um vídeo chamado “A equipe de Charli D’Amelio não vai me pagar pelo meu trabalho” contando todo o imbróglio e postou no YouTube. O vídeo está em inglês, mas você pode ativar a legenda em português. Veja abaixo:

Após a grande repercussão do caso, até o momento, a equipe de Charli D’Amélio ainda não se manifestou. Enquanto isso o fotógrafo continua na luta pelos seus direitos.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *