Fotografia de natureza

Fotógrafo demorou 6 anos para conseguir a foto perfeita

Com quantos cliques se faz a foto perfeita? Para Alan McFadyen, a resposta é 6 anos e 720 mil cliques. Apaixonado por fotografia de natureza, desde 2009, o fotógrafo buscava o registro de um momento: o mergulho de um martim-pescador. A maior parte de sua vida McFadyen foi um pescador até que uma lesão nas costas o obrigasse a se aposentar. Mas, sua paixão pela natureza era tão grande que ele decidiu pegar uma câmera e vê-la de outro ângulo, iniciando sua carreira de fotógrafo.

Alan McFadyen levou 6 anos para conseguir a foto perfeita de um martim-pescador

Quando era jovem, McFadyen ia com seu avô visitar um lago para assistir o processo de construção de ninhos de aves e pássaros, especialmente os do martim-pescador. Por isso, McFadyen decidiu homenagear seu avô e capturar fotos desse pássaro. Então, ele começou toda semana a visitar novamente o lago esperando por uma oportunidade de capturar um martim-pescador no meio do mergulho na superfície da água. “Para fazer essa foto do ‘mergulho perfeito’ eu precisava estar no lugar certo e fazer o clique no momento exato. E não dependia só de mim, o pássaro também precisava acertar o mergulho”, disse McFadyen ao The Herald Scotland.

Martim-pescadores mergulham tão rápido que parecem atingir a velocidade de balas de revólveres. Dessa maneira, tirar uma boa foto requer muita habilidade, sorte e, claro, muita paciência”, diz McFadyen.

Mas afinal, o que significava “perfeito” para McFadyen? Uma fotografia em que o pássaro estivesse em direção à água, muito perto mesmo, mas que não houvesse nenhum respingo em volta. Quase como um espelho. Após 6 anos de muita dedicação, em torno de 100 tentativas por ano, ele finalmente conseguiu o tão sonhado clique e composição. Eis a foto:

Foto: Alan McFadyen
Foto: Alan McFadyen

Depois de tanta persistência, McFadyen realmente conseguiu o clique perfeito, mas lembra o quanto é preciso se dedicar para conseguir uma foto único e extraordinária: “Cheguei a fazer 600 fotos por dia e nenhuma ficar boa o suficiente. Olhando para trás, penso nas milhares de fotos que eu tirei, e percebo que trabalhei muito para conseguir o que queria”, disse.