Fotografia documental

Genocídio de Ruanda completa 25 anos

Foto: REUTERS FILE PHOTO
congresso de fotografia

No dia 7 de abril completa-se 25 anos do genocídio em Ruanda que durou cem dias e assassinou mais de 800 mil pessoas. A população era composta por 85% de hutus, mas os tutsis eram a minoria e dominavam o país. Em 1959 os hutus derrubaram a monarquia fazendo com que os tutsis fugissem para os países vizinhos. Foi quando um grupo exilado de tutsis criou a Frente Patriótica Ruandesa (RPF).

Foto:
AP Photo/Javier Bauluz

Em 1990 a RPF invadiu Ruanda e iniciou os conflitos até o acordo de paz em 1993. No ano seguinte o avião que transportava os presidentes hutus Juvenal Habyarimana, de Ruanda e Cyprien Ntaryamira, de Burundi, foi atacado e o genocídio de Ruanda teve início. Todos os hutus do país foram convocados a matar os tutsis, caso contrário morreriam.

Foto:
AP Photo/Jacqueline Arzt

Os assassinatos aconteciam de forma cruel, muitas vezes com os facões que haviam dentro de casa. Maridos matavam suas mulheres tutsis, e vizinhos matavam vizinhos. Em cem dias mais de 800 mil pessoas haviam morrido. O terror pairava por Ruanda, os Estados Unidos deixou claro que não iria intervir, a ONU e a Bélgica tinham forças de segurança na cidade mas não interferiram. Os franceses eram aliados aos hutus mas não foram eficazes.

Foto:
AP Photo/Javier Bauluz
Foto:
P Photo/Jean-Marc Bouju

Algumas agências enviaram seus fotógrafos até Ruanda para documentar o genocídio. Hoje as imagens reforçam as lembranças de um tempo sombrio e recente. O fotógrafo James Nachtwey esteve em Ruanda e recebeu o prêmio World Press Photo em 1994, pela imagem de um jovem que mostra suas cicatrizes após um atentado. Em entrevista ao Euronews  Nachtwey conta sobre sua visão. “O genocídio em Ruanda foi algo tão extremo, nunca antes visto que para mim foi muito difícil perceber como entre 800 mil e um milhão de pessoas podiam ser dizimadas no próprio país em três meses, mortos com instrumentos agrícolas usados como armas.”

Foto: James Nachtwey
Foto:
AP Photo/Jacqueline Arzt
Foto:
Corinne Dufka/Reuters/Landov

Foto: Raymond Depardon / Magnum Photos
Foto: AFP
Foto:
Gilles Peress / Magnum Photos
Foto: AFP
Foto:
Gilles Peress / Magnum Photos
Foto:
Gilles Peress / Magnum Photos
Foto:
Gilles Peress / Magnum Photos
Foto: AFP

Sobre o autor

Eliza Doré

Eliza Doré

Jornalista do iPhoto Channel é formada pela Univali em Comunicação social com ênfase em jornalismo e pós-graduada em Gestão Cultural, estudou fotografia documental em Buenos Aires.

Adicionar um comentário

Clique aqui para postar um comentário















error: Content is protected !!