Fotografia de natureza

Fotógrafo registra Lua, Via Láctea, Marte, Saturno e lava de vulcão na mesma imagem

Durante uma visita à Grande Ilha do Havaí, o fotógrafo Mike Mezeul realizou um registro impressionante: em uma única imagem, ele capturou a Via Láctea, a Lua, Marte, Saturno, um clarão de irídio e a lava do vulcão Kilauea. Embora uma parte da internet pareça discordar, o fotógrafo afirma que a imagem é real. Diante de várias alegações de que seria uma montagem, Mike publicou em seu site uma explicação de como a imagem foi feita.

“Eu nunca imaginei que sairia com uma cena dessas, mas os deuses da câmera estavam me vigiando naquele dia. Então, antes que essa imagem seja destruída por aqueles que acham que não é real, eu gostaria de apresentar a imagem RAW”, escreve Mike.

A imagem foi feita com uma Nikon D810 e uma lente 14-24mm, com as configurações f/2.8, 25s e ISO 2500. Mike explica que a Via Láctea e a lua estavam relativamente próximas naquela noite, mas devido a lua ser crescente, ela não refletia muita luz. Isso permitiu que a longa exposição de 25 segundos absorvesse luz suficiente da Via Láctea sem superexpor o quadro e fazer com que a lua lavasse a cena. “Qualquer lua maior naquela noite poderia ter apresentado esse problema”. Além disso, a proximidade da lua ao centro celestial da Via Láctea deu espaço suficiente para o luar não interferisse com os detalhes da galáxia.

Sobre o equilíbrio da luz entre a lava e o céu noturno, Mike explica que a lava estava realmente fresca, mas não completamente sobre a superfície. Essa condição permitiu que uma imagem de longa exposição e ISO alto fosse criada sem superexposição. Apenas para a esquerda do quadro estava um pouco de lava na superfície, de modo que o brilho criou um reflexo em sua lente. Ele então usou o próprio corpo para bloquear a maior parte da luz.

“Muito do que você vê nessa imagem é a lava que está esfriando e tem uma crosta que se formou sobre ela. Essa crosta reduziu enormemente a quantidade de brilho da lava e permitiu que apenas pequenas rachaduras mostrassem a bela lava vermelha brilhando.”

O fato de ser capaz de capturar Marte, Saturno e um clarão de Iridium (quando as antenas de um satélite de comunicação refletem a luz solar diretamente na superfície da Terra), Mike conta que foi “pura sorte”. Quanto ao pós-processamento, ele afirma ter feito apenas algumas correções de balanço de branco, um pouco de ajustes de contraste, um pequeno corte, um pouco de redução de ruído e a remoção de hot pixels. Veja abaixo a imagem com a legenda e indicação de cada elemento:

Sobre o autor

Cid Costa Neto

Natural de Belo Horizonte, formado em Artes Plásticas pela Universidade do Estado de Minas Gerais com habilitação em Fotografia. Desde 2009 atua profissionalmente como fotógrafo e programador visual. Em 2010 criou o site Resumo Fotográfico. É ex-colaborador da Revista FVC (2011-2012). Foi Professor de Fotografia no Centro de Extensão da Escola Guignard (2013-2016).

Adicionar um comentário

Clique aqui para postar um comentário