Fotografia de casamento

Por que a empatia é a característica mais importante de um fotógrafo de casamento

Foto: Steven Rooney
congresso de fotografia

Em artigo para o site PetaPixel, o fotógrafo britânico Steven Rooney explica por que a empatia é a característica mais importante de um fotógrafo de casamento.

“Há poucas coisas na vida que eu valorizo ​​mais do que as fotografias que tenho. Algumas estão nas paredes, algumas em álbuns e muitas centenas em caixas de sapatos no armário e cada uma tem sua própria história. Como fiquei um pouco mais velho e talvez um pouco mais sábio, o valor dessas fotografias para mim aumentou. Essas pessoas, esses momentos da minha vida são inestimáveis. E se tivéssemos que evacuar devido a uma invasão alienígena, eles estariam entre as poucas coisas que eu gostaria de pegar antes de fugir para uma zona segura, além da esposa e dos filhos.

Com a revolução tecnológica, blogs de casamento, Pinterest e outras distrações de mídia social, é fácil se impressionar e se distrair com a fotografia que chama a atenção e pensa que é disso que trata a fotografia. É muito fácil pensar que esse tipo de fotografia é o que precisamos para nós mesmos. Você sabe do que estou falando, pessoas bonitas fazendo um piquenique no bosque, um casal no canto de uma cena vasta, esse tipo de coisa. É ótimo, mas é preciso notar que muito disso não é real. Há tantas imagens de fotos estilizadas voando pela internet que é fácil para as pessoas pensarem que elas são de casamentos reais com pessoas reais. A realidade é que muito desse tipo de coisa não pode ser recriado em um casamento.

Agora, eu sou tão culpado quanto qualquer pessoa por querer fazer fotos maiores e melhores com um pouco de fator uau. Porém, eu faço em tempo real, em casamentos reais. Eu também percebo que para a maioria das pessoas, essas não são as fotos mais importantes do casamento, e certamente não serão as fotos mais importantes daqui a 10 ou 20 anos. Na verdade, há várias tendências na fotografia de casamento no momento. Então, não apenas algumas imagens se tornarão sem importância para os casais no futuro, mas elas podem ficar coçando a cabeça a respeito de por que, na verdade, elas foram buscar essas imagens.

Foto: Steven Rooney

Empatia e Confiança

É a nossa própria jornada e história de vida emocional que nos torna as pessoas que somos hoje. E é essa criação de nossos próprios pensamentos e sentimentos que pode ditar quão bem ou quão mal um fotógrafo pode se relacionar com um casal e com o casamento como um todo. É essa empatia que permite que um bom fotógrafo se conecte com os personagens da história e decida em uma fração de segundo qual imagem será importante para o casal e para sua família e amigos.

Assim, em uma sala cheia de pessoas, essa conexão com a cena ajudará o fotógrafo a decidir em que direção apontar a câmera, em quem focar, qual lente usar e o que incluir no quadro. O fotógrafo tem que antecipar e fotografar o momento para capturar o máximo de emoção e congelá-lo para sempre, para ser lembrado pelos avós e filhos dos pais para as próximas gerações. Para estar nesta posição, no entanto, o fotógrafo deve ganhar a confiança e construir um relacionamento com as pessoas que estão fotografando.

Foto: Steven Rooney

Às vezes, a importância dessas imagens não chega a ser real até que as circunstâncias mudem e as memórias sejam tudo o que temos. As fotografias têm o poder de nos ajudar a lembrar um sentimento, um cheiro, até mesmo o som de uma pessoa, com cada pequeno detalhe, reacendendo o espírito e a alma de um tempo passado.

Seja um sorriso no rosto de uma criança, um parente idoso tendo uma bola na pista de dança ou um olhar fugaz ou uma piscadela entre um casal apaixonado. Todas essas coisas podem ser capturadas se um fotógrafo tiver a capacidade de absorver a atmosfera, fotografar no momento, ouvir, sentir e envolver-se na magia da ocasião.”

Foto: Steven Rooney

Para conhecer mais sobre o trabalho de Rooney, acesse seu site , Facebook , Twitter e Instagram

Sobre o autor

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto é redator do iPhoto Channel. Natural de Belo Horizonte, é bacharel em Artes Plásticas com habilitação em Fotografia e pós-graduando em Jornalismo Digital. Atua como Fotógrafo, Professor e Programador Visual.

Adicionar um comentário

Clique aqui para postar um comentário

error: Content is protected !!