Dicas de Fotografia Profissão: fotógrafo

Dicas de como lidar com a ansiedade ao trabalhar com modelos

Foto: Anete Lusina

A fotografia profissional está longe de envolver apenas questões técnicas; engloba diversas habilidades e uma delas é saber lidar com pessoas que você não conhece. Embora para alguns essa seja a parte mais fácil do trabalho, para outros pode ser um desafio. Então, o que você pode fazer para se sentir mais confortável trabalhando com estranhos? Em artigo para o site Fstoppers, a fotógrafa Anete Lusina apresenta algumas questões sobre como lidar com a ansiedade ao trabalhar com modelos.

“Baseada na minha personalidade, não é nenhuma surpresa que eu goste de fotografia de casamento e de rua, em que me concentro em documentar os momentos certos e criar uma narrativa visual do que estou vendo e vivenciando, o que significa que uma interação cara-a-cara é uma minúscula parte disso.

Porém, quando estou fotografando modelos ou clientes de uma maneira mais pessoal, como boudoir íntimo ou retratos sensuais, sinto que preciso me concentrar mais em me preparar mentalmente do que me preocupar com os reais aspectos técnicos dos ensaios.”

Preparação

“Cada fotógrafo tem seus próprios rituais e maneiras de se preparar para uma sessão de fotos. Acredito que seja parte integrante de garantir que estamos nos sentindo bem antes dos ensaios. Por exemplo, porque muitas vezes acabo correndo e me cansando durante os ensaios, gosto de escolher as roupas que vou usar para o máximo de conforto e confiança. Igualmente, não há nada que eu não goste mais do que apressar, então eu sempre reviso meu equipamento algumas vezes para verificar se tenho tudo o que preciso e tudo está carregado e acessível. Pode parecer óbvio para muitos, mas ter esses pequenos rituais pode realmente melhorar como você se sente no início de sua sessão.”

Foto: Anete Lusina

Conversas pré-ensaio

“A fotografia para mim não é um exercício técnico; portanto, acho crucial relaxar a mim e a minha modelo no ensaio, tendo uma conversa genérica com uma xícara de chá ou café de antemão. Para mim, essa ligação pré-ensaio sempre foi importante para criar lentamente um bom relacionamento, e a conversa não precisa necessariamente girar em torno do ensaio. Eu gosto de conhecer meus modelos e clientes, e encontrar algo em comum ou simplesmente compartilhar histórias sobre minhas experiências me ajuda a desacelerar tremendamente. Não apenas isso, também funciona como um aquecimento para o modelo antes de pular na frente da câmera e me ajuda a observar sua personalidade e linguagem corporal.”

Música

“A menos que eu esteja ao ar livre, a música é uma obrigação para mim. Encontrar a lista de reprodução certa para realçar o ensaio tornou-se um ritual para mim, porque, embora possa ajudar o modelo a relaxar e movimentar o corpo no ritmo, também me ajuda a aproveitar mais o processo do ensaio. Ter esse som no fundo me permite focar na ensaio, em vez de sentir que tenho que manter o ritmo e continuar conversando. Às vezes, mesmo listas familiares podem ajudar a me acalmar e me lembrar que está tudo bem, eu só preciso relaxar um pouco mais.”

Foto: Anete Lusina

Pequenas pausas

“Eu definitivamente não sou de fotografar continuamente por horas, esteja na frente ou atrás da câmera. Eu uso pequenos intervalos durante os ensaios para fazer uma xícara de café enquanto faço upload de uma parte dos ensaios para o Lightroom. Dependendo do tipo de ensaio e se estou fotografando com um cliente ou modelo, às vezes uso esse tempo para fazer algumas edições rápidas, discutir os ensaios com o modelo, saber mais sobre o tipo de imagens de que eles gostam e compartilhar meus pensamentos ou ideias sobre os ensaios.

Muitas vezes eu também mostro aos modelos alguns dos livros de fotografia que eu fiz ou comprei, porque eu gosto de trocar pensamentos com outro criativo tanto quanto eu aprecio o processo real de fotografar. Se é uma colaboração, isso é ainda mais comum porque eu quero que nós dois nos afastemos da sensação de que ganhamos alguma coisa; Portanto, essas pequenas trocas de conversas ao longo dos ensaios permitem-me reunir e processar meus próprios pensamentos e como eu quero prosseguir com o ensaio.”

Sem negatividade

“Quando fotografo modelos, tento me concentrar no positivo e evitar criticar a mim mesmo e ao modelo. É importante para mim manter a atmosfera calorosa, acolhedora e livre de julgamentos; portanto, não indico nada negativo sobre o modelo, mas simplesmente prossiga. Se não estou interessado em sua pose ou no ângulo que estou usando, simplesmente continuo ajustando minha maneira de fotografar ou sugerindo uma nova ideia para a pose deles. Dessa forma, não trago atenção para coisas que não são importantes a longo prazo, mas que podem afetar muito o humor e a confiança da outra pessoa, o que, em contrapartida, ajuda a me divertir e a me empolgar com o resultado e também cultiva um ambiente positivo para a experimentação artística.

Isso não significa, no entanto, que eu iria ignorar situações em que um modelo está se comportando de forma grosseira ou desagradável, e se as coisas não estavam funcionando por uma razão ou outra, eu simplesmente diria que acho que hoje tenho imagens suficientes.”

Foto: Anete Lusina

Esfriar

“Da mesma forma que eu me aqueço para os ensaios, eu também faço um breve cooldown. Em vez de me despedir do modelo assim que abaixo a câmera, gosto de voltar ao normal falando sobre o ensaio, o trabalho que criamos e outros tópicos genéricos. Acho que esta é uma maneira agradável de terminar uma sessão, porque a criatividade pode ser emocional e fisicamente desgastante, então é uma maneira de garantir que ambos voltem ao mundo normal sentindo-se revigorados e animados com os resultados e possíveis colaborações futuras.”

Para conhecer mais sobre o trabalho de Anete, acesse seu site, Facebook, Twitter ou Instagram.


Assine nossa newsletter e fique informado :)

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto é redator do iPhoto Channel. Natural de Belo Horizonte, é bacharel em Artes Plásticas com habilitação em Fotografia e pós-graduando em Jornalismo Digital. Atua como Fotógrafo, Professor e Programador Visual.

Adicione um comentário

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as novidades por e-mail












error: Content is protected !!