Dicas de Fotografia

5 verdades sobre a fotografia: sou um amador ou profissional?

Foto: stokpic
Livros de fotografia

A fotografia é um hobby que atualmente conquista cada vez mais apaixonados. As facilidades tecnológicas são uma grande influência para este fenômeno, já que quase todo mundo tem hoje uma câmera no celular.

Foto: David Shaw
Foto: David Shaw

Porém, a questão é: para a maioria a fotografia é nada mais que um hobby. O problema é que às vezes há uma certa confusão entre ter equipamentos fotográficos e ser um fotógrafo profissional. Nem tudo são rosas no mundo da fotografia. Vamos falar sobre isso através das dicas do fotógrafo David Shaw, originalmente publicadas no Digital Photographer Review.

  1. Mais equipamento fotográfico não faz de você um melhor fotógrafo

É difícil encontrar quem não ame adquirir um novo equipamento fotográfico. Câmeras, lentes, acessórios… Mas não é essa a questão. Comprar uma nova câmera não irá torná-lo um grande fotografo. Para ser um fotógrafo melhor, você precisa aprender como encontrar suas imagens. A câmera pode ajudar a capturá-las, mas a visão do que e como capturar é com você.

Foto: David Shaw
Foto: David Shaw

“Sempre que eu estou pensando em comprar um novo equipamento, eu me pergunto: Será que o meu equipamento atual está me prendendo?”, diz David Shaw. E para ele, a resposta geralmente é sim. Mas por motivos específicos. Pode ser que a lente usada para fotografia noturna é muito lenta para obter os detalhes necessários, ou as limitações do corpo da câmera estão o impedindo de conseguir o tamanho e detalhe da fotografia exigida pelo cliente (ou por você mesmo). Nesse caso, sim, é interessante pensar em adquirir novos equipamentos fotográficos.

O que acontece é que muitas vezes o motivo para comprar um novo equipamento é só porque aquele equipamento é legal, bonito, interessante, último lançamento. Não porque você realmente precisa dele.

  1. Não existe um “dom”

Algumas pessoas aprendem a fotografia rapidamente, outras mais lentamente, mas todo mundo tem que aprender. A fotografia é uma arte, não uma dádiva. Muitas pessoas costumam dizer que alguns fotógrafos têm um “dom” e que elas nunca conseguirão fazer fotos daquele tipo. Enquanto isso, o fotógrafo passou 10 ou 20 anos estudando e praticando para conseguir aquele tipo de foto.

Foto: David Shaw
Foto: David Shaw

A fotografia pode ser aprendida. Com a prática você aprende a ver as linhas e luz interagindo em um local para criar uma imagem interessante. Ou como esses elementos podem se misturar de forma que resultarão em uma foto ruim. Com o tempo e com esforço, você fica melhor em reconhecer a diferença. É um processo de aprendizado diário.

  1. Você tem que ter paciência

Sim, muita e muita paciência.

O fotógrafo David Shaw guia passeios para fotógrafos em locais selvagens. Às vezes, chegam ao local e a luz está perfeita, ou a vida selvagem está esperando no lugar perfeito para fazer a imagem. “Mas raramente é o caso”, diz.  “Frequentemente temos que esperar, esperar e esperar”.

Foto: David Shaw
Foto: David Shaw

As páginas de revistas estão repletas de imagens espetaculares, cronometradas com perfeição. Mas elas não aconteceram por acaso. As imagens foram feitas porque o fotógrafo soube ser paciente. As melhores imagens exigem tempo e esforço.

“Esta é uma realidade dura de engolir para muitos dos meus alunos”, conta Shaw. “Eles só querem que a foto esteja lá, embora isso raramente acontece. Para ser honesto, eu não sou muito bom em paciência. Eu gosto de me mover e explorar, mas é quando me obrigam a esperar e sentar em silêncio que, muitas vezes, eu vou embora com algo de bom.

  1. Não há nada de errado em ser um fotógrafo amador

Ser um amador não significa que você é menos talentoso do que um fotógrafo profissional. Na verdade, em muitos casos, pode ser exatamente o oposto. Os profissionais gastam muito tempo fazendo o trabalho sujo: faturamento, marketing, negociações, e muito menos tempo realmente trabalhando com imagens. As imagens que profissionais fotografam muitas vezes são aquelas feitas para os clientes, e não aquelas que fazemos para nós mesmos.

Foto: David Shaw
Foto: David Shaw

“Inerentemente, fotos feitas para os outros não são tão boas como aquelas pelas quais somos apaixonados”, diz David Shaw. Amadores podem fotografar o que quiserem, e isso significa que eles estão fazendo fotos que são importantes para eles. Habilidade e sensibilidade artística não são qualidades apenas dos profissionais.

  1. Pós-processamento é uma ferramenta, não uma muleta

Se sua imagem for ruim, quando ele for para o Photoshop ou o Lightroom vai continuar sendo ruim, não importa o quanto você vai cortá-la, adicionar contraste ou saturação. Talvez até piore um pouco mais.

Foto: David Shaw
Foto: David Shaw

No final, o que realmente importa sobre a fotografia não é a imagem final, mas o processo de cria-la. Então seja paciente, preste atenção na cena, nos elementos, na iluminação e tente fazer a melhor imagem direto da câmera.

Sobre o autor

Da Redação

Adicionar um comentário

Clique aqui para postar um comentário















error: Content is protected !!