Dicas de Fotografia

5 dicas para fazer boas fotos de nascer e pôr do sol

Foto: Rick Berk
Livro de fotografia

Fotos de pôr do sol (e também de nascer do sol) são muito famosas nas redes sociais. Especialmente no Instagram, o número desse tipo de foto é imenso. É tanta popularidade deste tipo de foto que até existe um site que cataloga diariamente as fotos de nascer e pôr do sol publicadas no Instagram.

As dicas a seguir se aplicam especialmente para quem usa câmera fotográfica no manual, mas alguns macetes também podem ser feitos com celular. Confira as dicas do fotógrafo Rick Berk.

  1. Coloque o sol no fundo

Esta dica é a mais óbvia. O pôr do sol cria belos fundos, mas raramente será um belo assunto principal. fazem grandes assuntos. O jogo de luz e sombra de objetos em primeiro plano, devido a grande quantidade de luz direcional emitida quando o sol está mais baixo no céu, ajuda a criar interesse na foto.

A melhor maneira de fazer isso é encontrar algo de interesse na frente de você. Use uma lente grande angular, como o 16-35mm ou algo parecido e coloque o seu primeiro plano em alguns metros na sua frente. Defina a sua abertura em f/11 ou menor, e se concentre em seu objeto de primeiro plano para garantir que ele fique focado.

Foto: Rick Berk
Foto: Rick Berk

Um aspecto a ter em mente é que a exposição no seu assunto de primeiro plano e a exposição fundo são provavelmente muito diferentes. Você tem algumas opções aqui. A primeira seria para expor para o primeiro plano, depos para o fundo, e em seguida misturar as duas fotos em um programa de edição.

Outra opção é a utilização de um filtro de densidade neutra graduado para tentar escurecer o céu brilhante no fundo, de modo que fique equilibrado com o objeto de primeiro plano. A última e mais fácil opção, é criar uma silhueta dos objetos em primeiro plano, enquanto expõe corretamente o céu colorido e sol no fundo. Isso funciona melhor com um objeto singular que tenha uma forma distinta, tal como uma ponte, uma árvore, um edifício ou uma pessoa em uma pose.

Foto: Rick Berk
Foto: Rick Berk
  1. Fotografe com o sol ao seu lado

Neste caso, o próprio sol não estará em sua cena. A magia do pôr do sol ou nascer do sol é a luz morna direcional que esses momentos criam. Rochas, troncos, árvores, gramas, ondulações ou padrões no chão e outros detalhes vão criar, graças a esse momento da luz solar, sombras e texturas interessantes e destaques que atraem os olhos do espectador na cena.

Foto: Rick Berk
Foto: Rick Berk

Neste caso, muitas vezes é melhor colocar o sol do seu lado, de modo que deixe as sombras e destaques num movimento de um lado para o outro, um tipo de degrade da sombra.

Foto: Rick Berk
Foto: Rick Berk
  1. Mantenha o sol nas suas costas

Ao amanhecer ou no pôr do sol, a luz suave e quente também é intensa por trás de você. Isso ajudará a criar uma luz frontal suave em sua cena, iluminando todos os detalhes. Esta é provavelmente a exposição mais fácil das três situações porque a luz parecerá mais homogênea, sem postos fortes de destaque (como o próprio sol na dica 1). É provável que você obtenha cores pastel mornas se existem nuvens ou neblina no céu para refletir a luz do sol.

Foto: Rick Berk
Foto: Rick Berk

Tenha cuidado ao compor sua imagem, como o sol está atrás de você ele vai lançar uma sombra longa, e você pode acabar com a sombra, que pode não ficar legal na foto. Para minimizar isso, tente agachar-se e colocar o seu tripé tão baixo quanto possível para ajudar a encurtar a sombra. Além disso, caso faça exposições mais longas em câmera DSLR com visor ópticos, o sol pode entrar na câmera da parte traseira, afetando a sua exposição. Tome cuidado para cobrir seu visor nestes casos.

Foto: Rick Berk
Foto: Rick Berk
  1. Chegue cedo, fique até mais tarde

Você vai querer chegar cedo para ver o nascer do sol. A cor no céu pode começar meia hora ou mais antes que o sol realmente apareça. Nesse meio tempo, você pode capturar nuvens mostrando traços sutis de rosa e roxo antes do vermelho, laranja e amarelo aparecem quando o sol surge no horizonte. Você vai querer ter sua câmera configurada e pronta quando isso acontecer, o que significa estar lá antes.

Foto: Rick Berk
Foto: Rick Berk

O mesmo se aplica ao pôr do sol, mas em sentido inverso. De um modo geral, as cores vão continuar a mudar durante cerca de 30 minutos após o sol se pôr. Muitos fotógrafos vão embora antes que isso aconteça. A paciência irá recompensá-lo com mudanças de cores mais sutis, tais como vermelhos para roxos e azuis, em vez dos amarelos vibrantes e laranjas durante as fases iniciais do pôr do sol.

  1. Fotografe em RAW

Essa é especialmente para quem fotografa em câmera, apesar de que já existem smartphones que fotografam em RAW. O pôr do sol ou nascer do sol criam cores dramáticas e um jogo fantástico entre luz e sombra. Por isso, pode ser difícil tentar capturar os detalhes nas sombras ou destaques, dependendo da maneira que você fizer sua exposição.

Um arquivo RAW contém muito mais informação do que um JPEG, o que lhe permitirá trazer para a imagem mais detalhes na sombra e destacar as áreas que podem ser perdidas com disparo em arquivos JPEG. Além disso, fotografar arquivos RAW permite ajustar seu balanço de branco no processamento para ter um melhor controle sobre o tom geral da imagem.

Fonte: digital photography school

 

Sobre o autor

Ruca Souza

Ruca Souza é jornalista, redatora publicitária e fez parte do iPhoto Channel de 2015 à 2018. Ela também tem uma banda: www.instagram.com/rucasouza

Adicionar um comentário

Clique aqui para postar um comentário