Dicas de Fotografia Direção de modelos

5 dicas fundamentais na direção de pessoas

Foto: Felipe Denuzzo
iPhoto Editora

Meu nome é Felipe Denuzzo, sou fotógrafo em Milão, na Itália. Por causa da quarentena forçada todos os meus trabalhos, eventos e casamentos foram cancelados ou adiados. Como ministro cursos de fotografia online e consultorias privadas, resolvi escrever esse artigo para contribuir com outros colegas fotógrafos que também estão em reclusão. Separei 5 dicas que considero fundamentais na direção de pessoas. Vamos lá!

 1 – Pose não é direção – Eu sempre vejo nos grupos de fotografia rodando de mão em mão aqueles guias de poses, 100 poses para mulheres, 1001 poses para casais, 568932 poses para homens! Esses guias são legais e importantes, mas é mais importante você saber que isso não é direção. Acredite! Pose é uma parte da direção, muitos fotógrafos quando estão começando acham que pose é tudo, mas é só uma parte. Não adianta você montar a pose linda do guia mas seu modelo não ficar a vontade por que nunca posou na vida e ou não tem noção do próprio corpo.

DICA: Use as poses dos guias para começar, ela é seu ponto de partida. Não fique mudando a pose a cada foto, explore o enquadramento da pose, ângulos, pontos de vista, quadros mais abertos, quadros mais fechados, ainda mais e a pose ficou boa. Não desmonte completamente a pose do modelo para fazer outra pose, vá desmontando aos poucos. Mude um braço ou uma mão, depois mude o quadril por exemplo, depois uma perna, vá aos poucos, vá construindo aos poucos a nova pose.

Foto: Felipe Denuzzo

2 – Mantenha contato – Sempre que falo isso em aula alguém responde, “Claro, tem que falar que ela tá linda!”, sim elogio é importante, assim como a sinceridade, mas esse é o próximo ponto. Só falar que está linda ou lindo não basta para manter contato, é preciso se relacionar, falar com quem está na frente da câmera. Mantendo contato você não deixa a pessoa pensar na situação desconfortável que ela está, ainda mais se posar não é habitual para ela. Mantendo contato você passa segurança.

DICA: Claro que você precisa pensar em um monte de coisas durante a foto, enquadramento, fotometria, etc, e ainda mais falar com o modelo. Para te ajudar vai uma dica, faça perguntas cuja a resposta do ou da modelo seja longa. Por que você veio morar nessa cidade? Por que escolheu essa profissão? Enfim, perguntas cuja a reposta não seja sim ou não. Enquanto ela estiver respondendo você está pensando nas configurações da câmera e na composição da foto. Claro que você tem que prestar o mínimo de atenção para continuar essa conversa né! Outra coisa, para a pessoa não sair falando nas fotos, avise quando for fotografar, assim ela para de falar.

3 – Seja sincero – Várias vezes a pessoa fica numa pose que… não rolou, que para ela não ficou bom. É normal, acredite. Seja profissional e fale, é, não ficou bom, vamos fazer outra, não disfarce, não faça piadas com isso, seja neutro e resolve. Isso para profissionalismo para seu modelo, consecutivamente segurança. Você pode até fazer uma direção super divertida, brincando, fazendo piadas, mas em alguns momentos quebre esse clima mostrando que você se importa com a cena e com o modelo, você é o profissional, você que esta vendo a cena. É seu dever falar se está bom ou não.

DICA: Algumas vezes, a gente monta uma pose e logo de cara a gente vê que a ou o modelo não ficou a vontade, mas se para a foto ficou boa, diga, “Olha, eu sei que para você parece estranho ou falso, mas para a foto está boa”. E click.

4 – Não encoste no modelo – Várias vezes a gente precisa arrumar algo no ou na modelo, um fio de cabelo fora do lugar, um fiapo na roupa, um cordão do gorro do casaco maior que o outro. E se falar para o modelo arrumar, pode ser que ele saia da pose, e talvez tenha dado o maior trabalho construir aquela pose. Nesse momento avise o que você vai fazer, “Olha, fica na pose, mas tem um fio de cabelo solto no seu ombro, fica na pose que eu vou tirar, com licença, pronto, obrigado”. E segue a vida.

DICA: Avise tudo que você for fazer, conte detalhes, explique, como já disse, muitas vezes não é confortável para a pessoa ficar naquela pose, então não custa explicar e contar tudo o que você esta fazendo e vendo.

5 – Marque um ponto – Olhar para a câmera é sempre bom, mas a gente sempre pede para a a pessoa olhar para o lado ou para cima. Aí você fala pra ela “Olha prá lá”, ai ela olha e o “prá lá” dela não é o mesmo “pra lá” que você pensou. Ou você monta a pose, ela olha para o mesmo “pra lá” que você, está perfeito, ai por algum motivo ela precisa olhar para outra coisa, ou você vai ajeitar algo na roupa (não esqueça da dica 5) e quando monta apose outra vez o “pra lá” já mudou completamente.

DICA: Dê um ponto para a pessoa olhar, “Olhe naquela janela”, “Olhe naquele ponto”, assim se você precisar desmontar a pose consegue dar o mesmo ponte de olhar para o ou a modelo.

Dicas extras.

Direção é um jogo de dois. Às vezes, a bola está com você e as vezes com o modelo. Aceite sugestões, fique atento para as possibilidades e ideias que ele ou ela vão te dar, as fotos não são só suas. Você pode aprender muito ouvindo, empatia é a palavra-chave. Coloque ritmo, não deixe grandes pausas no ar. Não fique mostrando as fotos ou perguntando se está bom, se está gostando, isso pode passar insegurança.

Espero que tenha gostado e aproveite as dicas! Se quiser saber mais sobre meu trabalho e cursos online e consultoria me acompanhe no meu Instagram: https://www.instagram.com/denuzzo. Até a próxima!

Sobre o autor

Felipe Denuzzo

Felipe Denuzzo

Adicionar um comentário

Clique aqui para postar um comentário