Dicas de Fotografia

4 dicas para fotografar pessoas que não são modelos

Livros de fotografia

Fotografar pessoas que não são modelos é com certeza um desafio diário para os fotógrafos. Ao longo de suas carreiras a criação de técnicas para deixar o fotografado confortável e fazer com que as fotos fluam é comum.

Preparamos 4 dicas que irão te ajudam a construir um momento de conexão com seus clientes. Confira:

1 – Dedique toda a sua atenção na primeira conversa

No dia do ensaio fotográfico dedique a maior atenção ao seu cliente. Converse e preste atenção no que ele diz, descubra qual a posição em que se sente menos confortável, qual ângulo prefere. Mas faça isso de forma genuína. Não adianta apenas perguntar e responder, o cliente vai saber quando você estiver conversando com ele apenas por educação.

Não perca essa conexão ao longo do ensaio, continue conversando e mantenha a pessoa dentro dessa bolha energética que vocês criaram. Fotografia é conexão, e faz toda a diferença na hora de apertar o botão.

2 – Faça a pose

Pessoas que não são modelos não sabem truques, expressões e poses, não adianta simplesmente pedir, mostre o que você quer. Se você tem vergonha pode ficar tranquilo que o seu cliente também deve estar envergonhado, abrace essa causa com ele e deixe claro que está tudo bem.

Essa dica é muito válida para clientes que não falam a mesma língua que você, a comunicação acompanha a evolução do mundo, por mais que você não fale o idioma fazer gestos e trocar palavras-chave vão te ajudar na hora de montar a pose.

3 – Não engesse o ensaio

Se durante o ensaio seu cliente pedir para fotografar uma pose que você acha que não combina muito com o seu estilo fotográfico ou com a temática, deixei-o fazer e fotografe. Não quebre a ligação de sintonia e bem-estar que está sendo criada, em seguida você tomará o controle da situação.

4 – O seu foco antecede o ensaio

Prepare-se para todos os ensaios como se fosse o primeiro, não apenas os seus equipamentos, mas você como ser humano que vai desprender de muita energia. Crie rituais de pré-ensaio, procure descansar, amenizar os conflitos internos e chegar para fotografar tranquilo. Nenhum cliente quer vivenciar um ensaio com um fotógrafo mal-humorado ou estressado. Esse é um momento de alegria e leveza para vocês dois.

Sobre o autor

Eliza Doré

Eliza Doré

Jornalista do iPhoto Channel é formada pela Univali em Comunicação social com ênfase em jornalismo e pós-graduada em Gestão Cultural, estudou fotografia documental em Buenos Aires.

2 comentários

Clique aqui para postar um comentário















error: Content is protected !!