Dicas de Fotografia

4 dicas fundamentais para quem quer trabalhar com fotografia infantil

A fotógrafa Júlia Gehlengaúcha radicada em São Paulo, começou cedo na fotografia e com 21 anos já tem se destacado profissionalmente. Cursando faculdade de Relações Internacionais, ela divide seu tempo entre o estudo e o trabalho fotográfico, criando belos retratos de crianças.

“Optei e especializei na fotografia infantil porque vejo uma simplicidade e sutileza nos pequenos que precisa ser captada. Cada ensaio é algo totalmente diferente e essa é a uma das partes que mais gosto quando trabalho com as crianças.”

Em entrevista ao iPhoto Channel, Júlia destacou 4 dicas que ela considera mais importantes para quem quer se dedicar à fotografia infantil:

  1. Respeite“A primeira dica relacionada à fotografia infantil, de extrema importância na minha visão, é o respeito. Fotografar crianças, na maioria das vezes, não é algo simples de se fazer. Elas preferem brincadeiras e gracinhas a ficarem paradas em frente a uma câmera com uma pessoa que, provavelmente, não estão acostumadas. Por isso, entenda essa situação e respeite a criança. Respeite o tempo dela. Respeite as brincadeiras que ela faz. Respeite as coisas das quais ela gosta de conversar. Não interrompa o modo de agir dela, apenas saiba conduzir a realidade com respeito.”
  2. Dê espaço“Retratar o público infantil significa criar uma atmosfera em que a criança possa ser quem ela é. Não adianta pré estabelecer um espaço para as fotos e afins, no caso de ensaios externos, principalmente. Deixe a criança explorar o ambiente, abra um espaço que ela aproveite e goste de estar ali.”
  3. Conecte-se“Acredito que o ponto mais importante em fotografar crianças é fazer conexões. Brinque, pule, corra. Converse. Interaja. Estabelecer uma relação com a criança é fundamental para o bom andamento das fotos.”
  4. Seja paciente – “As crianças tem uma percepção de mundo bem distinta da nossa. As coisas ocorrem no tempo estabelecido por elas. Ter paciência e não quebrar essa magia é essencial. Se for preciso parar o ensaio fotográfico por 10 minutos para, por exemplo, jogar folhas para cima, pare. Seja sempre paciente e não tente fazer as fotos com pressa. Ainda, alie a paciência a saber dosar a quantidade de fotos tiradas. Não acredito que seja saudável apertar o botão de disparo da câmera 95% do tempo em que se está com as crianças. Saber o momento certo de capturar a cena é uma tarefa importantíssima e que se aprende, digamos assim, bem rápido quando se convive com as crianças.”

Para conhecer mais sobre o trabalho de Júlia, acesse seu site, Facebook ou Instagram.


Assine nossa newsletter e fique informado :)

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto é redator do iPhoto Channel. Natural de Belo Horizonte, é bacharel em Artes Plásticas com habilitação em Fotografia e pós-graduando em Jornalismo Digital. Atua como Fotógrafo, Professor e Programador Visual.

Adicione um comentário

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as novidades por e-mail












error: Content is protected !!