Dicas de Fotografia

24 dicas para fotografar bebês e crianças

Seus filhos estão crescendo e você não quer perder nada: desde a saída da maternidade até os primeiros passinhos, a primeira visita à praia, primeiro dia na escola, tudo exige uma câmera de prontidão. O problema é que muitas vezes fica difícil tirar boas fotografias porque crianças estão sempre agitadas ou não se preocupam em posar para seus pais.

Para ajudar nessa tarefa inglória – mas emocionante – o site Bebê, da Editora Abril, compartilhou 24 dicas de profissionais especializados para ajudar você a captar os melhores momentos do seu pequeno:

shutterstock_137446907

1. Deixe a criança à vontade
A fotógrafa Luciana Prado, de São Paulo, sugere: “Converse com ela, brinque, pergunte sobre suas atividades. Dessa forma, você vai atrair a atenção e a criança vai olhar naturalmente para a câmera. E nunca peça para o pequeno sorrir. O resultado será sempre forçado. Crie condições para que o sorriso apareça naturalmente. Faça graça, cante, brinque e ele virá lindo e natural”.

2. Libere seu espírito infantil
Relaxar, soltar a imaginação e fazer as fotos com calma é o segredo da fotógrafa Rebeca Picazio: “Para fotografar crianças, é preciso ter um pouco do espírito infantil. É preciso voltar no tempo e resgatar dentro de si um pouco daquela criança que você foi um dia”.

3. Só clique quando a criança estiver bastante disposta
Para que os sorrisos e as poses saiam facilmente, a dica da fotógrafa Angela Sayuri é aproveitar quando a criança estiver disposta. “Fotografe bem antes do horário do soninho ou das refeições”.

4. Busque a espontaneidade
Esse é o segredo da fotógrafa Bianca Machado na hora de clicar os pequenos. “Deixe a criança brincar à vontade sem perceber que está sendo fotografada. Apenas fique atento para enquadrar o momento certo”.

5. A composição deve ser simples
Para Luciana Prado, observar o que está em torno da criança é bem importante – nada deve tirar o foco da fotografia e o excesso de elementos pode estragar a composição. “Procure lugares mais neutros para que o destaque seja a criança. Da mesma forma, evite roupas cheias de detalhes. Quanto mais simples, melhor”.

shutterstock_82291990

6. Respeite os limites do pequeno
“Seja registro em eventos, seja ensaios, o importante é deixar a criança à vontade. Devemos respeitar o limite e o ritmo dela e, com isso, conseguimos fotografá-la sem maiores problemas”, explica Rebeca Picazio, de São Paulo.

7. A melhor hora para fotografar um recém-nascido é…
…quando ele estiver dormindo, diz a fotógrafa Luciana Prado: “Você conseguirá as expressões mais tranquilas e relaxadas e até um sorriso”.

8. Distraia a meninada
Uma boa dica é colocar músicas para tocar, brincar e deixá-los livres, leves e soltos. “O melhor é permitir que ele se distraia e esqueça que está sendo fotografado”, explica Bianca Machado.

9. Não espere apenas sorrisos
Luciana Prado chama a atenção para uma opção interessante: “Faça fotos do rosto do seu bebê bem de pertinho, aproveitando as várias expressões. Não fique apenas em busca dos sorrisos. Quando a criança está séria, os olhos dominam a fotografia e causam um grande impacto”.

10. Não fuja do dia a dia dos pequenos
Para o fotógrafo Paulo Ivo, dar tempo e ser paciente é a chave, pois em locais estranhos ou com pessoas desconhecidas, eles não ficarão à vontade: “Respeite as atividades que a criança está acostumada a realizar diariamente”.

shutterstock_130778234

 11. No colo
“Um excelente ângulo para fotografar bebês que ainda não sentam é no colo dos pais, quando estão apoiados em seu ombro. Dessa forma, conseguimos evitar aquele efeito de ‘amassadinho’, quando a criança não se sustenta e afunda no colo ou na cadeira”, lembra Luciana.

12. Nas festinhas de aniversário
Para a fotógrafa Rebeca Picazio, foto posada é a melhor opção nessas ocasiões. Na mesa do bolo, com pais, avós e padrinhos, logo no início. “Depois a criança vai brincar e ficará desarrumada, suada e sem um pingo de disposição para ficar parada, sorrindo”, explica.

13. Nada de fotografar criança com fome ou sono
Espere que ela esteja alimentada e descansada para posar. Senão, sua pequena estrela vai ficar irritada, chorona e, no final das contas, se recusar a posar. O fotógrafo Paulo Ivo, de Recife, ensina: “O melhor momento é após o soninho. Temos que ter paciência e saber esperar”, afirma.

14. Fotos em família
Fotos em família ficam bonitas e naturais quando há interação. O segredo de Luciana Prado é: “Não faça pose. Aproveite as brincadeiras para fazer retratos que mostram a família se divertindo”.

15. Participe das fotos
A maioria das crianças fica desconfiada quando vai ser fotografada em estúdio. “Uma boa sugestão é a participação dos pais: o pequeno se sente mais confiante e seguro durante a sessão”, diz Bianca Machado.

shutterstock_155173679

16. Invente brincadeiras
Brincar é a forma mais eficiente de fazer uma criança de soltar. “Bebês adoram brincar de voar. Eis uma ótima ocasião para registrar grandes sorrisos”, sugere Luciana Prado.

17. Na altura da criança
“Abaixe-se e fotografe a criança na sua altura. Quando necessário, use um adulto para apoiá-la”, explica a fotógrafa Luciana Prado. Também fica interessante para mostrar o contraste entre o tamanho do adulto e o do bebê. 

18. Para criar intimidade antes dos cliques
Caso o fotógrafo seja alguém que seu filho não conheça, paciência é essencial. “Caso seja usada a iluminação profissional, ela deve ser mostrada primeiramente como uma forma de brincadeira para que a criança não tenha medo do objeto desconhecido”, explica Paulo Ivo.

19. No parque ou na praça
Aproveitar o passeio para tirar fotografias é outra dica de Luciana Prado: “Crianças combinam com a natureza. Aproveite o passeio no parque ou na praça para fazer lindas imagens”.

20. Linha do olhar
“Procure sempre manter a mesma linha do olhar da criança, ou seja, vale se agachar, deitar, sentar”, ensina a fotógrafa Angela Sayuri.

shutterstock_114642343

21. Cada criança tem seu ritmo
“Portanto, paciência é a palavra-chave para registrarmos os melhores momentos”, diz Angela Sayuri.

22. Use brinquedos
Quando o bebê está na fase de engatinhar ou começando a andar, não costuma parar quieto. “Aproveite brinquedos como cavalinhos, balanços e carrinhos para que ele fique alguns minutos se divertindo sentado e aproveite para fazer muitas fotos”, sugere Luciana Prado.

23. Close nos pés, nas orelhas…
Luciana Prado chama a atenção para os detalhes: “Não se esqueça de fotografar cada detalhe do bebê, bem de perto. Pés, mãos, orelhas, tudo merece um close!”. 

24. Atenção à luz
Essa dica merece destaque especial. “Desligue o flash automático da câmera. Ele é útil para registrar algum acontecimento quando não se tem outra opção de iluminação, como uma festinha de aniversário à noite em casa. Mas, para fazer um retrato que revele beleza e emoção, procure uma janela. A hora do dia não importa desde que não entre luz direta do Sol no cômodo. O que precisamos é daquela luz indireta, que traz claridade. Deixe o bebê ou a criança perto da janela e observe o efeito da luminosidade em seu rosto. Perceba o brilho que dá vida aos olhos. E faça muitas fotos, sempre brincando e conversando com o pequeno, para garantir expressões naturais”, finaliza Luciana Prado.


Assine nossa newsletter e fique informado :)

Suelen Figueiredo

Jornalista do iPhotoChannel. Contato: [email protected]

1 comentário

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as novidades por e-mail












error: Content is protected !!