Curiosidades

Um milhão de espécies em extinção e o Instituto Terra de Sebastião Salgado

Foto: Divulgação/Instituto Terra/ Ricardo Beliel
congresso de fotografia

Um recente relatório lançado pela ONU foi considerado o mais extenso sobre perdas no meio ambiente. Um milhão de espécies de animais e plantas estão ameaçados de extinção. O projeto contou com 145 cientistas de 50 países e foi realizado em parceria com a  Plataforma Intergovernamental de Políticas Científicas sobre Biodiversidade e Serviços de Ecossistema (IPBES).

Casal de arara-de-lear Foto: Marcelo Brandt/G1

O estudo com base na revisão de 15 mil pesquisas científicas e fontes governamentais aponta as principais causas das extinções: perda do habitat natural, exploração das fontes naturais, mudanças climáticas, poluição e espécies invasoras. Em resumo as atividades humanas vêm afetando de forma direta a vida dos animais e seu desenvolvimento. O ambiente marinho foi afetado em 66% e o ambiente terrestre teve três quartos de deterioração.

O relatório ainda traz outros dados como: 75% da água limpa é voltada para plantação e criação de animais, a derrubada de madeira aumentou em 45%, a degradação da terra reduziu a produtividade de 23%, as áreas urbanas dobraram desde 1992, a poluição plástica aumentou dez vezes desde 1980, mesma época em que dobraram as emissões de gás carbônico.

Instituto Terra de Sebastião e Lélia Salgado

O fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado e sua esposa Lélia Wanick fundaram em abril de 1998 o Instituto Terra na fazendo onde o fotógrafo cresceu. A intenção era replantar as árvores que foram destruídas por conta da plantação de gado, “mais de 7.000 hectares de áreas degradadas estão em processo de recuperação na região e mais de 4 milhões de mudas de espécies de Mata Atlântica já foram produzidas” descreve o site do projeto.

Foto: Sebastião Salgado

Nos últimos dias notícias sobre a iniciativa do casal tem rodado a internet como uma mensagem de esperança. Salgado é conhecido mundialmente como um renomado fotógrafo, seu último trabalho “Gênesis” trata justamente sobre lugares intocados no mundo, onde o homem nunca tocou e degradou.

Projetos como o Instituto Terra nos mostram a essência do fotógrafo, a verdade por trás de seus trabalhos. São iniciativas que buscam fomentar sua visão de mundo não apenas em imagens mas também em gestos.

Foto: Sebastião Salgado
Foto Sebastião Salgado

Fonte: G1 e Instituto Terra

Sobre o autor

Eliza Doré

Eliza Doré

Jornalista do iPhoto Channel é formada pela Univali em Comunicação social com ênfase em jornalismo e pós-graduada em Gestão Cultural, estudou fotografia documental em Buenos Aires.

Adicionar um comentário

Clique aqui para postar um comentário















error: Content is protected !!