Curiosidades

Fotografia e partículas subatômicas colidem em novo documentário

Livro de fotografia

Quando pensamos em fotografia, o que vem à cabeça  pode ser desde captura de momentos significativos, selfie, entre outros. Mas não fotografia de átomos. Dificilmente pensaremos em átomos quando pensar em fotografia, quem dera então sobre partículas subatômicas. O curioso é que uma das maiores câmeras digitais do mundo está a serviço de capturar justamente estas pequeníssimas partículas.

A equipe de documentários Hillman Photography Initiative’s lançou recentemente o documentário “The Invisible Photograph” (A Fotografia Invisível), sobre o laboratório de física CERN. Famoso por abrigar o Grande Colisor de Hádrons (LHC – Large Hadron Collider), o laboratório também é a casa do experimento AEgIS  e do detector ATLAS, uma câmera digital com sensor de 100 megapixels que produz 600 milhões de imagens por segundo.

iPhotoChannel_cern-invisible-photo-5-4

Essa supercâmera é utilizada para experimentos de antimatéria. Eles utilizam emulsão fotográfica tradicional para controlar e fotografar as partículas. “Numa foto normal, a luz entra e expõe os grãos. No nosso caso, não é a luz que entra, são particular que passam através da emulsão. Então, de alguma forma, nós estamos congelando a realidade”, explica o físico do CERN, Michael Doser. Tudo isso é mostrado no quinto e último episódio de “The Invisible Photograph” (em inglês), que você pode conferir no vídeo desde post ou clicando aqui.

FONTE: ENGADGET

lightroom

Sobre o autor

Ruca Souza

Ruca Souza é jornalista, redatora publicitária e fez parte do iPhoto Channel de 2015 à 2018. Ela também tem uma banda: www.instagram.com/rucasouza

Adicionar um comentário

Clique aqui para postar um comentário