Criatividade

Como usar a procrastinação a seu favor

Livros de fotografia

A procrastinação parece ser inevitável em alguns momentos, e para aqueles que trabalham em casa, como muitos fotógrafos, a procrastinação já faz parte da rotina. Aquela meia hora depois do almoço, o final de tarde que nunca rende, uma olhadinha nas notícias do dia ou aquele site que você tanto gosta. Quando você menos percebe o dia passou e não rendeu o que deveria.

Tim Urban é um blogueiro que nos explica com um tom bem divertido em sua palestra no TED, como funciona o cérebro de um procrastinador. “Meu comportamento sempre perplexou os procrastinadores ao meu redor, e eu queria explicar aos não procrastinadores do mundo, o que se passa na cabeça dos procrastinadores, e porque somos como somos” explica ele aos espectadores.

Urban acredita que os procrastinadores procuram sempre a comodidade e diversão, em um lugar no cérebro que ele chama de ‘Dark Playground’, em tradução livre ‘Parque Obscuro’. É quando as atividades de lazer acontecem no momento em que elas não deveriam estar sendo manifestadas. Tudo se transforma num grande pânico com a chegada da entrega de trabalhos, o que levou Urban a uma constatação.

Existem dois tipos de procrastinação aquela quando há prazo de entrega, como as fotos que precisam ser editadas, a diagramação de um álbum, ou as produção daquele ensaio autoral. E há a procrastinação quando não há prazo de entrega, e nesse caso a análise torna-se mais tensa, pois é quando você está procurando uma vida autônoma, ser dono do próprio negócio, trabalhar apenas com fotografia e conduzir a sua carreira de uma maneira livre.

O que torna a palestra de Urban interessante é, além de sua performance engraçada, o modo como ele nos mostra que todas as pessoas no mundo são procrastinadores, porque todo mundo tem uma grande pendência na vida, desde dar início na carreira autoral, economizar dinheiro para algum projeto ou começar e terminar relacionamentos.

Para lidar com tudo isso preparamos algumas dicas: tire um tempo para analisar a sua vida profissional e pessoal e anote tudo o que você acha que precisa mudar. Depois elenque esses projetos de vida e determine prazos, podem ser prazos longos ou o suficiente para que aquilo aconteça. Procure uma forma de deixar isso sempre a vista, como um bilhetinho no espelho do banheiro, e busque todos os dias avançar pelo menos um passo até ele. Você pode procrastinar, mas não pode deixar os seus sonhos de lado.

Sobre o autor

Eliza Doré

Eliza Doré

Jornalista do iPhoto Channel é formada pela Univali em Comunicação social com ênfase em jornalismo e pós-graduada em Gestão Cultural, estudou fotografia documental em Buenos Aires.

Adicionar um comentário

Clique aqui para postar um comentário