Colunistas Diagramação de álbuns Renata Bitencourt

Design: princípios da tipografia

Livro de fotografia

Já não era sem tempo publicar um novo artigo na coluna. Peço desculpas pela demora, mas este início de ano foi excessivamente animado. Mudei-me de São Paulo para o Rio de Janeiro, retornando a essa cidade que tem um lugar especial no meu coração. Nasci em Curitiba (PR), mas fui criada no Rio de Janeiro. Considero-me uma carioca e hoje escrevo este texto do nosso novo escritório na Cidade Maravilhosa. Imagina o tamanho da minha alegria!

Para estrear a coluna este ano, escolhi um tema que adoro: tipografia! É fato que não usamos muito texto em álbuns fotográficos, mas eles ganham um papel de destaque já que estão presentes na capa ou na abertura do álbum e contêm informações relevantes acerca da nossa “publicação”. E, cá entre nós, essa é a hora em que você demonstra o quanto sabe (ou não!) o que está fazendo com a diagramação dos seus álbuns.

A escolha da fonte deve ser bem feita para valorizar o conteúdo da sua “publicação”. O título do álbum precisa traduzir o conteúdo das fotos, ser atraente e principalmente legível! Fontes têm significado. Lembre-se disto: as famílias tipográficas têm sua própria história e personalidade. Portanto, não escolha qualquer uma ou apenas pela estética; tente compor de forma que fotografia e fonte sejam compatíveis.

01

Uma fonte é um conjunto completo de caracteres com tamanho e estilo específicos de tipos, incluindo o conjunto de letras, números, caracteres especiais e pontuação.

02
Conjunto de caracteres da fonte Futura

Uma família tipográfica contém uma série de fontes com suas diversas variações. Exemplo: Futura Medium, Futura Condensed Medium.

03

Existem diversos estilos de fontes (veja quadro abaixo), mas nem sempre uma fonte script é a mais indicada para um casamento. Se o casal e o evento forem muito modernos, por exemplo, a fonte script pode soar formal demais para a ocasião. Resumindo, as fontes devem ser adequadas para o conteúdo, não somente para o tema.

IMG_3598

Outra dica é combinar fontes para facilitar a compreensão do conteúdo e criar contraste (princípio basico e superimportante do design gráfico).

Ao combinar fontes, alguns cuidados devem ser observados:

  • Combine fontes bem diferentes entre si
  • Varie o tamanho ou peso da fonte
  • Mude o alinhamento e espaçamento entre os caracteres
  • Utilize cores diferentes
  • Não utilize fontes muito parecidas. Seja ousado!
04
Na primeira opção foi utilizada a mesma fonte, na segunda duas fontes diferentes, porém muito parecidas entre si, causando um certo desconforto. Na última opção, duas fontes opostas criam uma estética agradável e facilitam a compreensão do conteúdo

Você já ouviu falar em fontes True Type e Open Type? As fontes True Type em sua maioria são um conjunto de 265 caracteres, já as do formato Open Type possuem muito mais – em média 65 mil glifos. Essas fontes nos oferecem diversas possibilidades na hora de compor um layout! Esse vai ser o tema do próximo artigo. Vou apresentar alguns exemplos interessantes de utilização das fontes Open Type e tenho certeza de que abrirá um mundo de novas possibilidades para os seus projetos. Fique de olho e até o próximo artigo!

semmedo

Sobre o autor

Renata Bitencourt

RENATA BITENCOURT é formada em ciência da computação pela Universidade Gama Filho e durante anos seguiu carreira na área comercial de empresas multinacionais de tecnologia. “O design sempre foi uma área de grande interesse. Como trabalhava com tecnologia, tive meu primeiro contato com web design – eu deveria programar, mas acabava sempre muito envolvida nas questões relacionadas ao layout dos projetos. Minha carreira em tecnologia se desenvolveu na área comercial, mas minha paixão pelo tema me fez continuar estudando e aprofundando meus conhecimentos. Posso dizer que sou uma designer autodidata. Em 2007, o design mudou completamente o rumo da minha vida profissional e fundei a Book2u Design, empresa de diagramação de álbuns”.

Adicionar um comentário

Clique aqui para postar um comentário