Cinema

Toy Story: além dos detalhes, o cuidado com o trabalho

Livro de fotografia

A Pixar tem dado o que falar nas últimas semanas com o lançamento do filme Toy Story 4. Agora com uma alta qualidade devido a tecnologia, os materiais promocionais são definitivamente incríveis e mostram o potencial da empresa. O primeiro Toy Story foi lançado em 1995 e já apresentava uma evolução surreal comparada aos outros filmes da época.

Uma série de fotografias dos personagens do filme surgiram mostrando os detalhes, como eles são brinquedos e foram usados durante muito tempo, afinal estamos falando do quarto filme, algumas marcas ficaram evidentes, como marcas de uso no corpo do Buzz Lightyear e os adesivos descolando, os detalhes do tecido do Woody e as rachaduras na Betty que é feita de porcelana.

Essas marcas representam mais do que o uso dos brinquedos, elas são o carinho com esses personagens, que tornaram-se mais do que apenas um filme. Um trabalho delicado como o da Pixar nos ensina o quão cuidadosos devemos ser com os nossos trabalhos, e como devemos cuidar e tratar as nossas obras, por mais que fiquem armazenadas no fundo de uma gaveta ou na pasta do computador ainda merecem a nossa atenção.

“Nossa esperança é que, se você assistisse a todos os filmes de volta para trás, eles ainda teriam uma continuidade […] Você definitivamente verá a progressão, mas nós trabalhamos duro no departamento de arte na forma como filmamos o filme para manter essa conectividade” conta o produtor Jonas Rivera.

Imagens: Pixar

Sobre o autor

Eliza Doré

Eliza Doré

Jornalista do iPhoto Channel é formada pela Univali em Comunicação social com ênfase em jornalismo e pós-graduada em Gestão Cultural, estudou fotografia documental em Buenos Aires.

Adicionar um comentário

Clique aqui para postar um comentário