Ícone do site iPhoto Channel

Ciência explica fenômeno de arco-íris em fotos nas asas de beija-flores

O fotógrafo australiano Christian Spencer, que reside no Brasil há 20 anos, ganhou notoriedade por suas incríveis fotos de beija-flores em que aparecem arco-íris nas asas, uma técnica inovadora na captura de pássaros. Agora, a ciência se voltou para seu trabalho para analisar e explicar o fenômeno.

“Na natureza, encontramos fenômenos físicos fascinantes ligados ao eletromagnetismo, física dos fluidos, óptica, entre outros. Entre os fenômenos ópticos, a difração da luz pode ser observada em diversos cenários. A difração ocorre quando a luz incide sobre um objeto cujas características estão próximas do comprimento de onda da luz”, disse o Professor de Física, Francisco Torcal, da Universidade de Saragoça, que se debruçou sobre o trabalho do fotógrafo e publicou um artigo numa revista para explicar o fenômeno.

Ciência explica fenômeno de arco-íris em fotos nas asas de beija-flores
Arco-íris em fotos nas asas de beija-flores | Foto: Christian Spencer

“As asas de alguns pássaros, como o beija-flor, produzem um efeito de difração. Compostas por minúsculos fios paralelos, agem como uma rede de difração, captada de maneira magistral por Spencer em suas fotos”, explica o professor.

Ciência explica fenômeno de arco-íris em fotos nas asas de beija-flores
Foto: Christian Spencer
Ciência explica fenômeno de arco-íris em fotos nas asas de beija-flores
Foto: Christian Spencer

Ao estudar essas aves ágeis, o fotógrafo notou um efeito prismático nas asas quando a luz solar as atingia, revelando as cores do arco-íris. Sua abordagem pioneira incluiu capturar beija-flores entre suas lentes e o Sol para registrar esses arco-íris de forma impressionante.

Os beija-flores, conhecidos como os menores pássaros, apresentam desafios únicos, voando a mais de 50 quilômetros por hora e batendo as asas mais de 80 vezes por segundo. A fusão da arte de Spencer e a exploração científica de Torcal revelam os segredos por trás dos arco-íris nas asas dessas aves encantadoras. Conheça mais trabalhos do fotógrafo Christian Spencer em seu site e Instagram.

O que é difração na fotografia?

A difração na fotografia refere-se ao fenômeno óptico em que a luz sofre alterações ao passar por uma abertura ou ao contornar um objeto. Esse processo resulta na dispersão da luz, criando padrões de interferência e afetando a qualidade da imagem capturada.

Em termos práticos, a difração pode ser observada quando uma fonte de luz, como o sol, incide sobre pequenas aberturas, como as lentes de uma câmera. Isso pode causar efeitos visuais, como halos de luz, pontos de luz difusos ou até mesmo a criação de padrões coloridos, como arco-íris, dependendo das condições específicas.

Na fotografia, os fotógrafos podem explorar conscientemente a difração para criar efeitos artísticos ou, em alguns casos, tentar minimizá-la para obter imagens mais nítidas e detalhadas. O entendimento da difração é crucial para ajustar as configurações da câmera, como a abertura do diafragma, para alcançar o equilíbrio desejado entre efeitos estéticos e nitidez da imagem.

Sair da versão mobile