Artigo

14 fotos de resistência feminina

Uma mulher de Seul, Coreia do Sul, senta na frente da polícia durante um protesto contra as políticas do governo, incluindo reformas do sistema público de pensões. Foto: Chung Sung-jun
congresso de fotografia

No dia das mulheres a internet  torna-se um ambiente muito simpático e receptivo, cheio de declarações e histórias sobre “como não vivemos sem vocês mulheres”. A verdade é que amanhã quando metade dessas pessoas acordarem terão esquecido a data que passou. Dia da mulher é todo dia. Dia de respeito à mulher é o tempo inteiro.

O número de feminicídios e violência contra a mulher aumenta a cada dia no Brasil e no mundo. Mulheres morrem por ser mulheres. Mulher apanha por ser livre. Mulher é desrespeitada, violado, abusada, todos os dias. Os noticiários contam isso, e muitas vezes minimizam a mulher agredida.

As mulheres na fotografia enfrentam diariamente o preconceito. Há áreas na fotografia que foram “feitas para mulheres” ou “é coisa de mulher”. Fora os inúmeros relatos de modelos e clientes que sofrem abusos de fotógrafos. Por favor parem e respeitem essas mulheres.

1) Uma mulher etíope-israelense encara um policial em Tel Aviv – Maio de 2016.

Foto: Autor desconhecido

2) Uma mulher encara um policial durante um protesto em Santiago, Chile – 2016

Foto: Carlos Vera Mancilla

3) Jasmin Golubovska beija a viseira do capacete de um policial durante um protesto contra o acobertamento do assassinato de Martin Neskovski em 2011 por um policial em Skopje, na Macedônia.

Foto: Ognen Teofilovski, Reuters

4) Ieshia Evans protestava contra a morte de Alton Sterling, um homem negro baleado várias vezes enquanto estava sendo segurado por dois oficiais brancos em Baton Rouge, Louisiana.

Foto:
Jonathan Bachman

5) Saffiyah Khan, de Birmingham Inglaterra, sorri ironicamente enquanto enfrenta um membro da Liga de Defesa Inglesa, em defesa de Saira Zafar, uma jovem muçulmana encurralada por 25 apoiadores da EDL por usar o hijab.

Foto: Joe Giddens

6) Protesto contra a reforma na educação de Geraldo Alckmin (PSDB) em 2015.

Foto: Autor desconhecido

7) Tess Asplund, a mulher negra que enfrentou uma demonstração de 300 neonazistas em Borlänge, na Suécia. Ela tornou-se um ícone anti-racismo.

Foto: David Lagerlof

8) A professora Lenita Oliveira enfrenta os policiais em protesto pelo direito dos professores no Rio de Janeiro.

Foto: Autor desconhecido

9) Três guerrilheiras soviéticas em ação durante a segunda guerra mundial.

Foto: Autor desconhecido

10) Uma mulher demonstra autodefesa em 15 de janeiro de 1942, ela faz parte da Força Aérea Auxiliar Feminina (WAAF).

Foto: Autor desconhecido

11) Primeiro corpo de “Guerrilha das Mulheres” nas Filipinas sendo treinas treinadas com o auxílio de mulheres locais. 8 de novembro de 1941.

Foto: Autor desconhecido

12) Enfermeiras limpam os destroços de uma enfermaria do Hospital St. Peter, em Eastney, em 19 de abril de 1941.

Foto: Autor desconhecido

13) Fotojornalista da revista Life, Margaret Bourke-White durante missão na Segunda Guerra Mundial em fevereiro de 1943.

Foto: Autor desconhecido

14) Garotas da Universidade Northwestern com rifles na mão

Foto: Autor desconhecido

Sobre o autor

Eliza Doré

Eliza Doré

Jornalista do iPhoto Channel é formada pela Univali em Comunicação social com ênfase em jornalismo e pós-graduada em Gestão Cultural, estudou fotografia documental em Buenos Aires.

Adicionar um comentário

Clique aqui para postar um comentário















error: Content is protected !!