Por detrás da foto

A história por trás da foto que ajudou uma menina a se matricular na escola

Foto: Avula Srinivas

A foto de uma menina de 5 anos segurando uma tijela vazia na mão e espiando uma sala de aula na Índia comoveu milhões de pessoas ao redor do mundo e a ajudou a conseguir uma vaga na escola. A imagem foi capturada por Avula Srinivas, fotógrafa do jornal Eenadu, quando a menina Mothi Divya aguardava para pegar restos de comida das refeições do almoço da escola. “Me disseram que essa escola ficava em uma favela, então, o jornal que trabalho estava precisando de um material sobre a dengue, então fui lá para tirar fotos da infraestrutura e limpeza das instalações da escola. Quando eu estava estacionando minha bicicleta, a menina Divya veio e caminhou até a escola. Ela então esperou perto da porta da classe, foi quando eu peguei minha câmera e capturei o momento. Depois de tirar a foto, falei com Divya, foi ela me disse que vem regularmente à escola para comer os restos de comida”, relatou a fotógrafa.

Depois que a foto foi publicada no jornal Eenadu com a legenda “Olhar faminto”,  rapidamente milhares de pessoas e defensores dos direitos das crianças compartilharam a foto criticando e pedindo o acesso à alimentação e à educação para a menina. A repercussão da foto foi tão gigantesca que no dia seguinte Divya foi matriculada na escola.

Divya chegando na escola de uniforme e com sua mochila nas costas / Foto: BBC


Os pais da menina são catadores de lixo e trabalham das 6h às 14h e deixavam a filha em casa, que na hora almoço ia para a escola, que fica a 300 metros de distância, para tentar conseguir um pouco de comida. Segundo o pai da menina, ele tentou matricular Divya na escola no início do ano, mas foram informados de que ela não tinha a idade mínima para ser admitida.  “Minha filha mais velha já está estudando, eu queria que Divya fosse matriculada na escola este ano, mas nos disseram que crianças com menos de cinco anos não seriam admitidas”, disse o pai. Além de Divya e outra menina, o casal também possui um filho, que já terminou a escola e agora está tentando entrar na faculdade — enquanto isso, ele ajuda o pai catando lixo para ajudar no sustento da família. Depois desse caso outras crianças com a idade de Divya também foram matriculadas e aceitas na escola.

Sobre o autor

Da Redação

Da Redação

Adicionar um comentário

Clique aqui para postar um comentário