História da Fotografia

A história nada romântica por trás da foto do beijo mais famoso do mundo

Foto: Alfred Eisenstaedt

Esta foto de um beijo apaixonado entre um marinheiro e uma enfermeira virou ícone de romantismo através do mundo. Uma comemoração amorosa na Times Square, em Nova York (EUA), pelo final da 2ª Guerra Mundial. A imagem intitulada “The Kiss” foi feita pelo fotógrafo Alfred Eisenstaedt em 14 de agosto de 1945, enquanto ele trabalhava para a revista Life. Acontece que a verdadeira história não é tão romântica assim.

A imagem foi publicada em uma seção de fotos da Life que mostrava as celebrações da vitória dos EUA. Após a publicação, a foto se tornou famosa rapidamente, e o mistério sobre quem era o casal começou. Como se pode ver, o rosto de nenhum dos dois está claro na fotografia.

Depois de muita pesquisa, descobriu-se que o homem era George Mendonsa. Na empolgação das comemorações, e com um pouco de álcool no sangue, George agarrou a enfermeira que passava pela rua e a beijou. A enfermeira era Greta Zimer Friedman, que trabalhava em um consultório dentista na época. Como é possível ver a seguir, é uma série de fotos, e não apenas uma, com a última mostrando a mulher tentando reagir ao beijo:

iphoto-a-foto-do-beijo-do-marinheiro-the-kissing-sailor-2
iphoto-a-foto-do-beijo-do-marinheiro-the-kissing-sailor-1

Os dois nunca tinham se visto e o marinheiro simplesmente agarrou a moça. “Eu não o vi a chegar, mas subitamente estava presa num abraço forte”, contou Greta. “O homem era muito forte. Eu não estava beijando ele, ele estava me beijando”.  O que, nos termos claros de hoje, trata-se de assédio sexual, algo pouco falado na época. Greta diz que não viu o ato como assédio, apenas lembra como o dia de um “evento feliz”.

A história é esmiuçada no livro “The Kissing Sailor” (apenas em inglês na versão física e online). De acordo com a publicação, o marinheiro era de uma família de imigrantes portugueses e estava naquele dia em um encontro com outra mulher, chamada Rita, com a qual havia iria ao cinema e com quem se casou tempos depois. George e Greta mantiveram contato durante os anos e ambos já faleceram.

O livro que investigou a foto do beijo | Foto: KSL
O livro que investigou a foto do beijo | Foto: KSL