Profissão: fotógrafo

Escola de fotografia é acusada de dar calote em alunos e professores

O fotógrafo polonês Greg Moment foi um dos vários profissionais prejudicados
Livro de Fotografia Poses Perfeitas

Recentemente, a escola de fotografia Fine Art Brasil, com sede em São Paulo/SP, tem recebido uma série de acusações por parte de alunos e professores pelo não cumprimento de suas obrigações financeiras em seus contratos e pelo cancelamento de cursos sem a restituição dos pagamentos.

Segundo os relatos, o proprietário da escola, conhecido apenas como Miguel Castello, não teria efetuado o pagamento de uma série de workshops e palestras nacionais e internacionais, que estavam sendo realizados durante uma convenção na capital paulista. No dia 16 de março, o caso foi parar na polícia.

O fotógrafo polonês Grzegorz Adam Płaczek, mais conhecido como Greg Moment, publicou uma série de vídeos em seu perfil no Facebook relatando o caso. Greg conta que não recebeu o pagamento pelo workshop ministrado e nem as passagens para voltar para casa, como tinha sido combinado.

Greg foi convidado por Miguel para realizar um workshop durante a Photo Talent Convention, organizada pela Fine Art Brasil, e viajou com a mulher e filha. Ele conta que no quinto dia, quando cobrou o pagamento, se deu conta de que ninguém que estava trabalhando no evento havia recebido.

A fotógrafa brasileira Cris dal Cero também publicou um vídeo no Facebook. Em seu depoimento, Cris afirma que mais de 40 pessoas foram até a delegacia para depor sobre o caso e que alguns dos alunos eram de fora do país e viajaram para o Brasil apenas para participar do evento.

Segundo o relato de Fernanda Sophia, que trabalhou na organização do evento, 2 funcionários da escola estariam trabalhando há três meses sem receber. Em vídeo publicado por Mauro Lainetti, um dos funcionários afirma que a escola tem uma dívida com ele de quase R$ 5 mil.

Um grupo de denúncia no Facebook, criado na semana passada, já reúne mais de 100 pessoas com diversos relatos sobre problemas de pagamento, cancelamentos de cursos e até mesmo ameaças, que aconteceram não apenas nesse evento, mas também em outros casos.

Os problemas com o dono da escola não são recentes. Em depoimento para o iPhoto Channel, a fotógrafa Cris Barros afirmou que em 2016 pagou por um curso de Katrina Parry, que seria realizado em novembro daquele ano, mas que nunca aconteceu e levou meses para recuperar o investimento de R$ 1,5 mil.

“Faltando apenas 4 dias para o curso entrei em contato com o Miguel perguntando se realmente a fotógrafa vinha. Ele falou que ela não ia vir e que ia devolver o valor”, conta Cris Barros. “Eu moro em Curitiba e a escola fica em São Paulo. Tem todo uma programação para esses deslocamentos. Passaram os meses de novembro e dezembro inteiros e ele não estornou os valores do curso da Katrina”, explica.

Cris conta ainda que em setembro de 2016 pagou R$ 3,5 mil por um workshop que seria ministrado pela fotógrafa Elena Shumilova e que, após um desentendimento por conta do curso anterior – Miguel alegou que Cris estaria “difamando” a escola -, foi impedida de participar do curso.

Em outro relato, um fotógrafo afirma que antes de montar a escola, Miguel trabalhava com a venda de equipamentos e que já teria causado prejuízos por não cumprir os acordos e prazos, levando meses para enviar os produtos e em alguns casos dando calote nos compradores.

No site Reclame Aqui, a empresa Fine Art Brasil possui um total de 44 reclamações desde 2016, que vão de problemas com o recebimento de impressões (a empresa anteriormente trabalhava com impressão fine art) até o não recebimento de estorno de pagamentos por cursos não realizados.

Após as denúncias, todas as publicações referentes ao evento e as demais divulgações da escola foram removidas das redes sociais. No site, a escola informa que os workshops foram cancelados e que se pronunciaria a respeito das acusações, porém, até o momento não houve qualquer publicação.

Entramos em contato com a escola, que afirmou por e-mail que o advogado da empresa se pronunciaria com uma resposta até a última segunda-feira (26/03), porém não houve pronunciamento sobre o caso. Tentamos também entrar em contato diretamente com o proprietário da escola, igualmente sem resposta.


Assine nossa newsletter e fique informado :)

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto é redator do iPhoto Channel. Natural de Belo Horizonte, é bacharel em Artes Plásticas com habilitação em Fotografia e pós-graduando em Jornalismo Digital. Atua como Fotógrafo, Professor e Programador Visual.

1 comentário

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Excelente artigo. Uma pena eu também ter sido vítima de estelionato dentro do mundo lindo da fotografia. Somos muito sonhadores (precisamos ser pra trabalhar nesse ramo) e aí acabamos acreditando em pessoas de tão baixo nível e sem caráter. #ripFineArtBrasil

Livro Poses Perfeitas

Receba as novidades por e-mail

error: Content is protected !!