Fotografia contemporânea

Série fotográfica alerta os números de suicídio na atualidade

Black Friday Antecipada

Cerca de 11 mil pessoas tiram a própria vida todos os anos no Brasil. Os dados do Ministério da Saúde mostram que o índice de suicídios cresceu nos últimos anos e já é a quarta maior causa de mortes entre jovens de 15 e 29 anos. Diante dessa situação, o fotógrafo manauense Marcelo Sá criou uma série para abordar o tema. Durante 3 dias ele fotografou em seu estúdio um grupo de amigos que têm histórico de depressão ou já pensaram em suicídio.

“A ideia veio através de muitos relatos que tive sobre pessoas tirando a própria vida. Acho que temos que ajudar as pessoas com o que temos em mãos e o que sabemos fazer. Usar isso em bem do outro é maravilhoso. E o que eu tenho é a fotografia.”

A anomia é um estado de falta de objetivos e regras e de perda de identidade, provocado pelas intensas transformações ocorrentes no mundo social moderno. O conceito foi estabelecido no final do século XIX pelo filósofo francês Émile Durkheim, que emprega o termo para mostrar que algo na sociedade não está funcionando harmonicamente. Em seu famoso estudo sobre o suicídio, Durkheim mostra que os fatores sociais exercem profunda influência sobre a vida dos indivíduos com comportamento suicida.

Durkheim concluiu que o suicídio anômico era causado por uma ausência de regulação social, devido a contextos de mudança repentina ou de instabilidade na sociedade. A perda no que diz respeito às normas e desejos pode perturbar a harmonia da vida das pessoas, tal como acontece em tempos de crises econômicas ou de fortes conflitos pessoais.

A série fotográfica Anomia tem como bases o livro “O Suicídio” de Durkheim e o manual da Organização Mundial de Saúde de prevenção do suicídio, que contém sugestões éticas de publicações para que pessoas com predisposição suicida não se sintam influenciadas. O intuito, segundo o autor, é expor a temática a discussões mais significativas e “inspirar quem está do lado de fora do assunto a ter um olhar mais apurado e entender que as estatísticas em nosso mundo moderno são alarmantes“.

“Motive alguém a viver, faça a vida de alguém melhor, incentive as pessoas que estão ao seu redor. Ame!”

  

O fotógrafo incentiva as pessoas a conhecerem o CVV – Centro de Valorização da Vida, que realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo todas as pessoas que querem e precisam conversar. Para conhecer mais sobre o trabalho de Marcelo, acesse sua página no Facebook.


Assine nossa newsletter e fique informado :)

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto é redator do iPhoto Channel. Natural de Belo Horizonte, é bacharel em Artes Plásticas com habilitação em Fotografia. Atua como Fotógrafo, Professor e Programador Visual.

Adicione um comentário

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as novidades por e-mail