Dicas de Fotografia

Pré-visualização: uma chave para obter ótimas fotografias

Muitas vezes, temos uma ideia interessante para uma foto, mas os resultados não são exatamente como esperávamos. Por isso, uma pré-visualização do ensaio e da imagem que se quer obter pode ser uma forma de conseguir um resultado mais alinhado com a ideia original com tempo e investimento controlados.

Grandes produtoras de filmes investem em um exercício de visualização chamado “previs” – abreviação de pré-visualização – antes de começar a produção. Em artigo para o site Fstoppers, Nicole York divide a visualização para fotógrafos em duas partes: pré-visualização e o exercício de visualizar o ensaio.

Pré-visualização

Antes que filmes multimilionários sejam feitos, os produtores empregam uma equipe de pessoas para criar storyboards, arte conceitual e CGI simples que imitem o ângulo e o movimento da câmera em uma cena. Previs desse tipo é muito valioso para o fotógrafo, pois ajudará a construir uma visão concisa da imagem que ele deseja criar, permitindo desenvolver um roteiro para a equipe, que passa a entender exatamente o que estão criando e o que será necessário para que isso aconteça.

Neste exemplo, você verá esboços rápidos que foram feitos como exercícios anteriores para sessões de fotos. Em cada esboço, elementos importantes da imagem final são incluídos, da composição à cor, ao bloqueio e à colocação da luz principal. Ter esse conhecimento significa que cada integrante da equipe sabe exatamente como agir para ter o resultado previsto.

Pré-visualização
Imagem final
Pré-visualização
Imagem final

Em vez de improvisar quando uma inspiração súbita ocorre durante uma filmagem ou ensaio, o previs torna mais fácil porque a base para um grande trabalho já foi estabelecida.

Para fazer um previs do seu próprio projeto, tente o seguinte:
  1. Imagine a imagem que você deseja criar em sua mente. Preste atenção em todos os detalhes. Observe a cor, a posição da luz, a temperatura e a qualidade, expressões, localização, composição, etc.
  2. Faça uma representação visual. Pode ser um desenho com anotações, um storyboard, imagens coladas com um quadro de acompanhamento ou uma obra de arte em grande escala. Certifique-se de incluir o que você imaginou no primeiro passo, para que você e sua equipe tenham uma boa ideia dos aspectos técnicos necessários para completar a imagem.

Depois de fazer isso, você terá o projeto para uma ótima sessão de fotos.

Visualizando o ensaio

Segundo Nicole, visualizar o ensaio ou filmagem, do começo ao fim, pode revelar problemas potenciais durante a pré-produção e trazer novos aspectos do ensaio que precisam ser abordados, mas também produz alguns efeitos surpreendentes em seu corpo.

Ela afirma que o corpo reage fisiologicamente à imaginação, então os exercícios de visualização podem melhorar o desempenho e inspirar confiança. Depois de analisar as cenas que você pode encontrar e pensar em maneiras de lidar com elas, além de levar a um ensaio bem-sucedido, fará com que você entre no set com autoconfiança.

Para fazer um exercício de visualização pré-ensaio:
  1. Imagine o ensaio do começo ao fim com o máximo de detalhes possíveis.
  2. Imagine não só o seu sucesso, mas também os problemas que podem surgir.
  3. Faça isso mais de uma vez, se puder, pois a repetição ajuda a estabelecer vias neurais.

À primeira vista, isso pode parecer adequado apenas para circunstâncias altamente planejadas e não para quem precisa reagir a situações que mudam constantemente, como uma sessão de casamento ou retrato de família, mas Nicole afirma que a visualização também pode ser útil nesses ambientes. Tendo pensado no evento e planejado para eventualidades como o que você fará se alguém aparecer na sua frente com uma câmera durante a cerimônia, você estará preparado para lidar com a situação da melhor maneira.

Nicole conta que havia planejado a imagem abaixo, mas ficou preocupado que a localização real (que deveria ser fotografada à distância) e a necessidade de composição pudessem comprometer o poder da sua ideia e quebrar a conexão do espectador com o assunto. Para dar conta disso, ela fotografou não apenas as imagens pré-planejadas, mas também variantes que também funcionariam. “Quando ficou claro que minhas previsões iniciais não seriam bem-sucedidas, consegui mudar de marcha para uma variante daquela foto. Por causa do pré-planejamento, ainda consegui criar uma imagem que eu amo”.

Pré-visualização
Imagem final

Assine nossa newsletter e fique informado :)

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto é redator do iPhoto Channel. Natural de Belo Horizonte, é bacharel em Artes Plásticas com habilitação em Fotografia e pós-graduando em Jornalismo Digital. Atua como Fotógrafo, Professor e Programador Visual.

Adicione um comentário

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as novidades por e-mail












error: Content is protected !!