Dicas de Fotografia

Os 10 mandamentos da fotografia de retrato

Foto: Daniel Spase/Pexels
Livro de Fotografia Poses Perfeitas

O fotógrafo Michael Comeau é o editor do On Portraits, uma comunidade online dedicada à fotografia de retrato simples e clássica. Inconformado com as últimas tendências da fotografia, Michael reuniu 10 mandamentos da fotografia de retrato, segundo a sua perspectiva.

“Adoro retratos simples e clássicos e admiro os fotógrafos lendários como Richard Avedon, Irving Penn e Albert Watson”, afirma Michael em artigo publicado no On Portraits. “Eu usei a palavra ‘mandamento’ por um motivo. Algumas pessoas vão acreditar e outras não. E tudo bem. Esta é apenas a verdade como eu a vejo”

1. Um retrato é sobre o assunto, não sobre o fotógrafo

Criamos retratos porque queremos dizer algo sobre uma pessoa e porque queremos fazer uma conexão, não porque queremos mostrar nossa nova lente de US$ 2 mil ou obter mais curtidas no Instagram.

2. Para chamar uma foto de retrato, você precisa de consentimento

Muitos fotógrafos vão chamar qualquer foto antiga com uma pessoa de retrato. Mas para ser um retrato, o sujeito deve consentir. Caso contrário, você poderia chamar qualquer foto de rua ou moda antiga de retrato. A palavra perderia todo o significado.

3. Um retrato é sobre uma pessoa, não como ela se parece

No momento em que uma imagem se torna sobre maquiagem, cabelo, um adereço ou um estilo de pós-processamento, ela deixa de ser um retrato – ela se torna uma foto de moda.

4. Um retrato nunca pode dizer tudo sobre uma pessoa

Você não pode abranger tudo o que há para saber sobre uma pessoa em um centésimo de segundo. Então, nunca assuma que você capturou a verdade sobre uma pessoa (Nota da edição: o famoso “fotografar a essência”). As pessoas têm muitos lados e você tem sorte de pegar apenas um deles.

5. Um retrato eficaz deixa você curioso sobre o sujeito

Esqueça as palavras “bom” e “ruim”. O que elas querem dizer afinal? Eu prefiro pensar imagens em termos de eficácia. Se você quiser saber mais sobre o retratado, então é um retrato eficaz. Você pode não gostar do que vê em um determinado retrato, mas se isso faz você pensar é eficaz.

Foto: Spencer Selover/Pixels

6. Aprendemos com os mestres, não com os “influenciadores” mais recentes

Nós não criamos retratos de momento para seguir a última tendência fugaz. Queremos que nossas fotos continuem a ser tão efetivas daqui a 50 anos.

7. As ideias são mais importantes que a técnica

Você não precisa ser um mestre da técnica para ser um bom fotógrafo de retratos. Mas você deve ser capaz de formular ideias e conceitos que formam uma base para suas fotos.

8. A técnica é mais importante que as ferramentas

Câmeras, lentes e luzes são divertidas… Talvez mais divertidas do que deveriam ser. Todos nós podemos admitir isso. Mas não é o equipamento que você usa que conta. É como você usa isso.

9. Um retrato não precisa bajular o sujeito

Um retrato não precisa agradar o sujeito… A menos que ele esteja pagando para ficar satisfeito.

10. Não faça mal

É o trabalho do fotógrafo tornar o sujeito confortável. Uma sessão de retratos deve ser agradável para todos os envolvidos.

Foto: Pixabay/Pixels

Assine nossa newsletter e fique informado :)

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto é redator do iPhoto Channel. Natural de Belo Horizonte, é bacharel em Artes Plásticas com habilitação em Fotografia e pós-graduando em Jornalismo Digital. Atua como Fotógrafo, Professor e Programador Visual.

Adicione um comentário

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Livro Poses Perfeitas

Receba as novidades por e-mail












error: Content is protected !!