Dicas de Fotografia

Como as lentes vintage e com foco manual me tornaram um fotógrafo melhor

Em artigo para o blog Noteworthy, o fotógrafo Dominik Vanyi conta como a utilização de lentes vintage e com foco manual o tornaram um fotógrafo melhor. Atuando como fotógrafo comercial e de casamentos há mais de 13 anos, desde o começo ele tem usado câmeras DSLR da Canon e uma variedade de lentes com foco automático. Em 2016, decidiu experimentar uma câmera mirrorless e comprou uma Sony A7R II. Com adaptadores, ele continuou utilizando as suas lentes Canon na sua nova câmera mirrorless.

Dominik conta que assistia a alguns tutoriais do YouTube sobre o sistema Sony A7 quando descobriu uma lente de 50mm f/0.95 disponível para as câmeras mirrorless da Sony. “Desde que eu vi a magia que uma lente com uma abertura tão grande pode fazer, eu também quis uma lente assim. E ao contrário da Leica Noctilux, que custa mais de US$ 10 mil, essa lente foi bastante acessível, com apenas US$ 800. Nada mal para uma lente com uma abertura de f/0.95…”, conta.

Dominik encomendou a lente Mitakon 50mm f/0.95, que funciona com operação 100% manual, diretamente da China. Era a primeira vez que Dominik usava a focagem manual. “Esse foi talvez o ponto de virada mais significativo na minha carreira como fotógrafo”.

“No começo, parecia uma maneira bastante limitadora de fazer fotografia. Senti falta de algumas fotos porque, quando tinha o foco definido, a situação que eu queria fotografar desaparecera. No início, o foco manual era uma distração do processo real de fazer fotografias.”

Mas isso não desencorajou Dominik. Rapidamente ele se acostumou com a focagem manual e, no fim, isso fez com que se tornasse um fotógrafo melhor e criasse melhores fotografias. Ele conta que isso o forçou a compor suas fotos de maneira diferente. “Encontrei-me pensando muito mais sobre como me aproximo de uma situação fotográfica. Colocar mais pensamento e preparação ao fotografar foi a melhor coisa que me aconteceu como fotógrafo. De certo modo, a focalização manual religou meu cérebro fotográfico.”

“Encorajo todos os fotógrafos que nunca focaram manualmente a experimentar. Não desista facilmente – requer alguma prática.”

As experiências com a a primeira lente de foco manual levaram Dominik a comprar mais 10 lentes de foco manual e vintage desde 2016. “Algumas delas se tornaram minhas ferramentas favoritas absolutas para criar fotografias”, diz ele. Outra vantagem que Dominik destaca é que muitas lentes vintage podem ser obtidas a um preço muito baixo. Algumas por menos de US$ 50. “Todas as minhas lentes vintage combinadas custam menos que uma lente moderna nova de foco automático”.

Dominik ainda usa suas lentes Canon ao documentar casamentos, mas cada vez com menos frequência. Ele conta que recentemente fez seu primeiro trabalho comercial usando exclusivamente lentes vintage. “Essas experiências muito positivas com foco manual e lentes vintage me levaram a descobrir a ‘fotografia lenta’ – uma maneira (não tão) nova de abordar a fotografia e criar melhores fotografias.”

Para conhecer mais sobre o trabalho de Dominik, acesse seu siteInstagram, ou Behance.


Assine nossa newsletter e fique informado :)

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto é redator do iPhoto Channel. Natural de Belo Horizonte, é bacharel em Artes Plásticas com habilitação em Fotografia e pós-graduando em Jornalismo Digital. Atua como Fotógrafo, Professor e Programador Visual.

5 comentários

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Tem um detalhe que parece que passou batido, as lentes manuais eram usadas em câmeras que tinham um artifício para ajudar a focar, a tela de focagem ou “focusing screen”. Era como os fotógrafos sabiam que tinham o foco no lugar certo. Com as câmeras digitais modernas, você tem que ter visão perfeita, por que a lente manual não confirma o foco na maioria dos casos.

    • Olá Cesar. Essa é uma boa observação. Realmente faz falta o sistema de focagem da câmera analógica. Porém, alguns adaptadores permitem fazer a conexão com o sistema eletrônico de autofoco. Dessa maneira, a câmera emite um sinal sonoro e/ou luminoso quando a lente atinge o foco.

      Caso o adaptador não permita essa conexão, um truque interessante para conseguir o foco manual é usar o zoom do modo live view do monitor para enxergar com precisão onde está sendo feito o foco.

      • Olá, Cid. Eu já conhecia a dica de usar o zoom no live view, mas fica a pergunta, isso não é complicado? Quer dizer, você enquadra a foto, e enquanto a pessoa está mantendo a pose, você vai lá no zoom digital, amplia o olhinho, e faz o foco, tudo isso sem mover a câmera. Isso é realista de fazer sem tripé? Alguém tem experiência para compartilhar?

        Abraços

    • Parabéns Ricardo. Estudar luz e composição é um dos primeiros passos para se tornar um fotógrafo melhor, porém, existem vários outras questões que envolvem a forma de pensar a fotografia, que são desenvolvidos através da prática e experiência.

Receba as novidades por e-mail












error: Content is protected !!