Colunistas Dicas de Fotografia

Além do básico: veja as dicas para ser um fotógrafo empreendedor

iphoto-dicas-de-marketing-para-fotografos-4
Livro - Iluminação

Quando se fala em empreendedor, o que vem à mente da maioria são pessoas que investem na venda de produtos ou serviços. Raramente pensamos em fotógrafos como empreendedores. Neste ofício, nossa imagem é muito mais vinculada à ideia de artistas ou prestadores de serviços do que homens e mulheres de negócio.

A maioria dos fotógrafos iniciam na profissão por afinidade com a área e se qualificam em cursos técnicos, muitas vezes superficiais. Mas mesmo nos casos em que o profissional passou por qualificação educacional na área, até mesmo em cursos de graduação, ainda há uma grande lacuna na formação no que se refere ao preparo para gerenciar um negócio.

A visão empreendedora é o que difere o fotógrafo profissional daquele que ainda tem na fotografia um hobby (ainda que, vez ou outra, ainda se ganhe algum dinheiro com isso). E vou além disso: para mim, a visão empreendedora é o que difere, ainda, o fotógrafo profissional de sucesso do que não tem sucesso. 

iphoto-dicas-de-marketing-para-fotografos-3

Os passos para ser um fotógrafo empreendedor

Ser empreendedor não significa ter um serviço ou produto revolucionário. Sua trajetória na fotografia não necessariamente irá dar certo só porque você tem um talento especial. Em um mercado cada vez mais competitivo, o talento não será suficiente para se destacar. É preciso profissionalismo, marketing pessoal, visão de negócio e gestão. E é aí, que entra o empreendedorismo na vida de um fotógrafo.

Conforme pesquisa da Endeavor (instituição de consultoria para empreendedores) realizada em parceria com o IBOPE, “três em cada quatro brasileiros querem empreender, mas poucos de fato pretendem iniciar seu negócio nos próximos anos”. Além do medo em arriscar, a maioria fica perdida frente a uma questão: por onde começar?

A barreira de entrada para iniciar um trabalho com fotografia, é relativamente baixa. Basta um razoável nível técnico e equipamento básico para iniciar. Porém, isto não significa que você começou um negócio. Se você deseja ser um empreendedor, o primeiro passo é definir o seu modelo de negócios, ou seja, quais serão as características da sua empresa e o seu nicho de atuação. Nesta etapa, uma boa pesquisa de mercado pode iluminar seu caminho.

iphoto-dicas-de-marketing-para-fotografos-1

Importante ressaltar, que a escolha por um determinado nicho, não exclui outras possibilidades. No meu caso, por exemplo, sou fotógrafo de casamentos, mas também tenho uma empresa para fotografia de eventos em geral e aluguel de cabines fotográficas. A questão aqui, é definir bem o perfil de cada negócio e ter consciência, se você está preparado para lidar com um portfólio mais amplo.

Metas, planejamento e fazer acontecer

Minha sugestão, como um segundo passo, seria estabelecer metas e objetivos. O problema é que, frequentemente, quem tem espírito empreendedor tem também um pé na megalomania. A vontade é conquistar tudo ao mesmo tempo. Se por um lado sonhar alto é bom para gerar motivação, pelo outro, pode tornar os sonhos muito distantes e com uma sensação de grande dificuldade para serem alcançados. Por isso, é interessante pontuar objetivos a curto, médio e longo prazo.

Depois, é hora de fazer acontecer. Um negócio de sucesso não se faz da noite para o dia. Para crescer é preciso cuidar da sua empresa, e isso se faz estabelecendo tarefas e criando hábitos. Planejando e executando a cada dia após dia.

Dentro do quesito planejamento, sairá na frente o fotógrafo que tem o controle completo de suas ações: tempo, recursos financeiros e humanos… cada detalhe faz a diferença na hora de alcançar seus objetivos.

iphoto-dicas-de-marketing-para-fotografos-2

Mensurar resultados

E por falar em alcançar objetivos, uma boa estratégia para não se perder no meio do caminho é planejar “pontos de checagem”. Programe-se para, de seis em seis meses, por exemplo, fazer um balanço de suas ações e resultados. Neste momento, é importante ter técnicas objetivas para monitorar o sucesso.

Dentre as técnicas que você pode aderir estão: fazer um relatório com o feedback de clientes, identificando quais palavras mais aparecem; fazer gráficos do número de clientes atendidos; dentre outros.

Não me canso de falar o quanto a mensuração de resultados é importante por dois motivos: o primeiro é que, se algo estiver errado, nesse diagnóstico você poderá identificar esse erro (e corrigir a trajetória o quanto antes); em segundo lugar, a mensuração de resultado serve para manter a determinação e dar um norte sobre as decisões a serem tomadas. Acredite, quando fotógrafos assumem a postura de empreendedores, as chances de sucesso são muito maiores!

Espero que este artigo tenha te inspirado a buscar saber mais sobre esse assunto. Para quem busca se aprofundar, indico fortemente que busquem empresas de consultoria na área, afinal capacitação nunca é demais! Espero ter contribuído de alguma forma para seu sucesso. Até breve!

Livro - Sem Medo do Flash
Guilherme Antunes

Guilherme Antunes

Guilherme Antunes é colunista do iPhoto Channel. Fotógrafo profissional graduado com honras pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali), Antunes atua há 13 anos com fotografia, sendo 5 deles dedicados à fotografia e filmagem casamento, realizando trabalhos em Florianópolis, Curitiba, Joinville e Blumenau/SC

Adicione um comentário

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como aprender mais fotografia…

Selected Title
  • SITE-vertical.png

Receba as novidades por e-mail