Dicas de Fotografia

6 erros cometidos na fotografia de paisagem

Foto: Kingsley Singleton
Black Friday Antecipada

A primeira vista, fazer fotografias de paisagem pode parecer bastante simples, mas para conseguir bons resultados na prática não é bem assim. O fotógrafo britânico Kingsley Singleton criou uma lista com alguns dos 6 erros mais comuns na fotografia de paisagem e como corrigi-los.

Erro #1: Não estar lá

O erro: Pode parecer óbvio, mas este é o erro mais grave que as pessoas cometem: não estar lá. Funciona assim: você planejou sua foto ao amanhecer, selecionou sua câmera e lentes, carregou suas baterias e fez sua mala para a manhã. Mas quando chegou a hora, você ficou na cama. Todos já fizemos isso, porque o sono é delicioso. Mas então, mesmo alguém voltando para casa de uma noitada com a câmera do celular e tirando fotos por acaso tem uma chance melhor do que você, porque essa pessoa está lá.

Como corrigir: É preciso assumir o compromisso e se preciso ligar vários despertadores, mas o mais importante é aprender a amar estar ao ar livre. Essa é provavelmente a razão pela qual você está interessado em paisagens. Você só precisa se lembrar das coisas boas que sente estando lá e vai conseguir sair cama.

Foto: Kingsley Singleton

Erro #2: Fotografar com uma luz pobre

O erro: Nada mata uma boa cena como uma luz pobre. Como você provavelmente já leu diversas vezes antes, os melhores momentos para fotografar são em torno do amanhecer e do pôr-do-sol, mas geralmente há muito tempo entre essas horas, seja na escuridão ou na luz forte do meio-dia. Nessas horas sem graça, a luz é menos quente, é direta e a faixa de contraste é menor. Algumas etapas podem ser ajustadas na edição, mas muitas vezes levam a uma imagem sobrecarregada.

Como corrigir: Perceba que, em última instância, fotos tiradas com uma luz pobre irá decepcioná-lo. Pare de fotografar imagens que o decepcionem e planeje melhor. Abrace a boa luz ao estar perto quando isso acontece. O amanhecer ocorre frequentemente em horas que provavelmente não terá ninguém na cena. O anoitecer é mais complicado, pois é mais provável que encontre mais pessoas, então concentre-se no início do dia se puder. Se for fotografar fora das melhores horas, procure condições climáticas que deem áreas de luz e sombra, como condições de tormenta.

Erro #3: Composição inclinada

O erro: As imagens de paisagem com horizontes inclinados sempre parecem erradas. Pode ter ficado fora apenas por alguns graus, mas já é o suficiente para desestabilizar a visão e estragar a sensação calmante da imagem. O nivelamento da cena pode ser feito no processamento enquanto você está cortando, mas se você precisar angular demais a composição, você estará perdendo muitos pixels ao endireitá-la.

Como corrigir: Uma maneira fácil de consertar isso é usar um nível. A maioria das cabeças de tripé vêm com um nível de bolha. Muitas câmeras também têm horizontes virtuais; um pressionar de botão e irá mostrar se você está ou não no nível. Caso não tenha nenhuma dessas opções, você pode comprar um que encaixa na sapata da câmera.

Aqui, a composição está inclinada apenas em 1,5º, mas já é o suficiente para perceber o erro | Foto: Kingsley Singleton
A imagem corrigida tem uma sensação muito mais normal uma vez que o horizonte é reto | Foto: Kingsley Singleton

Erro #4: Céu ensolarado

O erro: Outro assassinato da paisagem é fotografar com pouco ou nenhum detalhe no céu, ou criando fotos onde o céu é muito claro. No primeiro momento, o olho do espectador vagueia nas áreas em branco e fica entediado. O segundo é um problema de paisagem comum quando o cenário, em termos de exposição, é mais claro do que o céu. Nesse caso, a câmera precisa subexpor uma ou superexpor a outra, para que você tenha céus muito brilhantes e sem características.

Como corrigir: A primeira correção é a composição: se o céu está ruim, minimize-o no quadro. A outra depende do uso de filtros ou pós-processamento de imagem. Para igualar o brilho do céu e a paisagem, você pode ajustar com um filtro de densidade neutra, que escurecerá o céu. Se você está confiando no pós-processamento, você pode gravar em RAW e tentar escurecer o céu o suficiente na edição.

Deixando para seus próprios dispositivos, o céu em uma imagem será muitas vezes muito brilhante | Foto: Kingsley Singleton
Ao filtrar ou editar a imagem, você pode criar um céu mais adequado para a cena | Foto: Kingsley Singleton

Erro #5: Sem primeiro plano

O erro: Existem algumas ótimas imagens de paisagem que têm pouco ou nenhum interesse em primeiro plano. E há muito mais terríveis que também não têm um primeiro plano. A falta de interesse no primeiro plano é a maneira mais rápida de arruinar uma boa cena. Sem primeiro plano, sua foto vai parecer precipitada; com um bom primeiro plano, parecerá uma paisagem mais considerada.

Como corrigir: Depois de ter encontrado uma boa vista, procure em torno por algo interesse em primeiro plano. Se não houver, é provável que você não tenha tido uma boa foto. Mas provavelmente haverá alguns se você procurar bem. Pode ser qualquer coisa desde algumas rochas, um fluxo, alguns móveis de rua. Se não houver opções, tente fotografar mais perto do solo, o que aumentará os detalhes.

A paisagem sem primeiro plano geralmente não tem nada para ancorar a vista e manter a atenção | Foto: Kingsley Singleton
Encontre algum interesse em primeiro plano e você terá uma composição muito mais sólida | Foto: Kingsley Singleton

Erro #6: Muito primeiro plano

O erro: Na busca pelo primeiro plano, muitos fotógrafos caem na armadilha de torná-lo muito dominante. Ao rever a foto, pergunte a si mesmo: há um equilíbrio agradável e fluido na imagem, ou parece apenas uma enorme pilha de rochas? O propósito do interesse do primeiro plano é conduzir o olhar do espectador no quadro, então, se ele permanecer no mesmo ponto na parte inferior, algo deu errado.

Como corrigir: No primeiro momento, tente certificar-se de que o primeiro plano cobre apenas o terço inferior da imagem; é provável que esteja cortando a cena em dois e removendo qualquer fluxo do primeiro plano para o plano de fundo. Outra coisa que você pode fazer é evitar as distâncias focais maiores. As lentes grande angular são ótimas para alterar a perspectiva e exagerar o primeiro plano, mas é preciso cuidado para não torná-lo muito dominante.

Fonte: DigitalRev


Assine nossa newsletter e fique informado :)

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto é redator do iPhoto Channel. Natural de Belo Horizonte, é bacharel em Artes Plásticas com habilitação em Fotografia. Atua como Fotógrafo, Professor e Programador Visual.

2 comentários

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as novidades por e-mail