Dicas de Fotografia

5 maneiras fáceis de melhorar sua composição

Foto: Pexels
Fotografia de gestantes em estúdio

A composição na fotografia é algo para se estudar continuamente. Cada vez que você aponta sua lente para algum lugar, está compondo. Há sempre o que aprender e aprimorar. O fotógrafo inglês Matt Golowczynski deu 5 dicas ao DigitalRev para melhorar a composição, que trazemos aqui traduzidas e adaptadas. Confira:

1. Force-se a usar uma diferente proporção de imagem

“Tendemos a usar a proporção padrão da câmera sem pensar muito nisso, mas muitas cenas se beneficiam em sua composição por uma opção alternativa. Escolhas óbvias aqui seriam usar uma opção mais panorâmica para paisagens ou uma opção quadrada para retratos e still life, mas usar uma combinação não convencional pode produzir resultados ainda mais impressionantes. Por que não usar uma opção panorâmica para a fotografia de rua, por exemplo, ou para um casamento?”

2. Dê espaço para as correções

“Qualquer um que tenha tentado corrigir aberrações óticas ou dificuldades encontradas ao fotografar usando software sabe que isso às vezes significa sacrificar alguns dos detalhes periféricos na cena. Isso depende, é claro, do que você está corrigindo. Pode ser, por exemplo, bastante mínimo quando se corrige uma distorção curvilínea, mas muito maior quando se tenta lidar com linhas verticais convergentes.

Foto: Sam Forson
Foto: Sam Forson

Por esta razão, se você ver que uma situação pode exigir algum pós-processamento, tente compor com uma boa margem de segurança em torno de assunto para que isso não acabe afetando a sua composição global. Isso não significa que você não deve tentar obter a imagem pronta direito na câmera, dê um pouco de espaço extra na imagem para os ajustes necessários”

3. Livre-se de informações desnecessárias de imagem

“Existem configurações que você pode querer olhar enquanto está fotografando, mas câmeras modernas contêm tantas informações na tela que acabam preenchendo muito do visor ou LCD. Em qualquer câmera que você usar, a presença de toda essa informação pode tornar a visualização da cena e composição com precisão mais difícil.

iphoto-digitalrev

Felizmente, muitas câmeras agora permitem que você desative todas as informações não necessárias, então verifique o manual ou o menu da câmera para ver o que é possível modificar em seu modelo específico”

4. Veja se você consegue recalibrar seu nível eletrônico da câmera

“Níveis eletrônicos ajudam você a obter o alinhamento perfeito agora são comuns em câmeras compactas, mirrorless e DSLR. Às vezes, no entanto, você pode estar fotografando um assunto que está um pouco desnivelado, ou você pode achar que o nível em si está ligeiramente fora de linha.

Foto: Digital Review Canada
Foto: Digital Review Canada

Algumas câmeras, principalmente os modelos Canon PowerShot, permitem que você recalibre o nível se você suspeitar que algo está errado, enquanto outras câmeras podem exigir que sejam enviadas ao fabricante ou a um centro de serviços para confirmar e corrigir qualquer falha.

Se sua câmera não oferece qualquer correção e você precisar de uma correção rápida, considere usar um nível de bolha na sapata de sua câmera. É mais fácil utilizar a ferramenta de nível quando fotografar com um tripé – às vezes até o próprio tripé possui nível.

Foto: Photojojo
Foto: Photojojo

Uma alternativa mais prática é simplesmente mudar para usar a grade (terços) que muitas vezes podem ser ativadas no LCD e visores, e você pode até conseguir alinhar uma linha de pontos AF (ponto de autofoco) contra o assunto”

5. Lembre-se de que a profundidade de campo apropriada é parte da boa composição

“Uma boa composição não se refere apenas ao equilíbrio dos sujeitos em toda a estrutura; envolve também saber qual profundidade de campo é apropriado para criar o equilíbrio certo entre sujeitos diferentes em distâncias diferentes.

Uma das armadilhas mais comuns ocorre quando se usa lente de grande abertura do diafragma. Aqui a tentação é usar tais lentes em sua maior abertura para isolar assuntos no primeiro plano do fundos (segundo plano), ou para ganhar velocidades de obturador rápidas.

Foto: Markus Spiske
Foto: Markus Spiske

Isto é bom, mas se você acabar isolando seu assunto demais você pode acabar perdendo contexto e fazendo o assunto chamar atenção demais. Fechando sua abertura em apenas um ponto ou mais, manterá a mesma ideia, mas terá um pouco mais definição em detalhes do fundo. Além disso, isto também pode melhorar a resolução e reduzir aberrações, tais como vinhetas e aberrações específicas”


Assine nossa newsletter e fique informado :)

Livro - Fotografia de Bebês
Ruca Souza

Ruca Souza

Ruca Souza é editora do iPhoto Channel. Jornalista, também é fotógrafa de coisas e pessoas (nessa ordem) e tem uma banda de rock.

Adicione um comentário

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como aprender mais fotografia…

Selected Title

Receba as novidades por e-mail