Dicas de Fotografia Iluminação

5 erros de iluminação para retrato que você deve evitar

Como montar a pose perfeita

Em artigo para o PetaPixel, o fotógrafo Jake Hicks destaca 5 questões que ele considera que devem ser melhoradas na iluminação de retrato. Embora não haja regras rígidas para a fotografia e algumas pessoas possam discordar do que ele classifica como sendo “erros”, Hicks faz uma abordagem objetiva da fotografia comercial e ressalta que certamente haverá ocasiões para quebrar essas “regras” por razões artísticas.

1. Remover os catchlights

O primeiro erro é muio simples de evitar quando você sabe o que está procurando. Catchlights são os destaques espectrais nos olhos criados pelo reflexo direto da luz principal. Ter esses destaques presentes significa que você está dando forma aos olhos e, sem eles, os olhos podem parecer mortos e sem vida.

Para consolidar seu ponto de vista Hicks cita como exemplo o fato de que alguns cineastas simplesmente removem digitalmente os catchlights para representar a morte de um personagem na tela. A posição correta da luz principal logo acima da cabeça dos modelos e ligeiramente na frente assegurará que o rosto esteja iluminado corretamente e que os olhos estejam recebendo luz para dar-lhes esse brilho.

O catchlight deve aparecer no alto da íris. Se aparecer embaixo, significa uma iluminação inferior, outro erro de iluminação

Repare que os olhos na primeira foto abaixo parecem muito escuros e mortos sem que entrem luz significativa. Como resultado, nenhum catchlight está presente. Já a segunda foto tem catchlights fortes e visíveis e a modelo parece muito mais acessível e menos ameaçadora.

Há muitas maneiras de posicionar a luz para evitar catchlights, mas geralmente é muito alta ou com o modelo olhando para baixo. Ao diminuir a altura da luz, que está logo acima da câmera, você pode obter muita luz para entrar nos olhos do modelo e, desse modo, conseguir um bom efeito de catchlight.

Uma luz mais alta vai evitar o efeito de catchlight
Abaixando a luz o efeito de catchlight fica mais visível

2. Iluminação inferior

A iluminação inferior é simplesmente a iluminação que vem de baixo do modelo em relação à câmera. Pense nos filmes de terror de 1960 que precisavam fazer com que os monstros e criaturas ficassem assustadores e para isso simplesmente os iluminavam por baixo. A razão pela qual isso parece tão ruim é que estamos acostumados a ver uns aos outros quando estamos iluminados por cima, seja sob a luz do sol ou luzes de algum ambiente fechado.

Isso está tão presente no nosso reconhecimento visual do mundo que quando vemos a iluminação de qualquer lugar além do alto, nosso cérebro simplesmente diz que algo está errado. Então, embora isso seja óbvio e poucos cometam o erro de iluminar um assunto apenas por baixo, o mesmo efeito acontecendo quando os fotógrafos decidem criar luzes de preenchimento.

O efeito de iluminação inferior ocorre quando a luz de preenchimento está mais intensa no rosto do modelo do que a luz principal. Felizmente, é fácil de consertar isso, basta desligar ou reduzir a luz de preenchimento. Faça algumas fotos de teste em diferentes potencias de preenchimento de luz se você não tiver certeza e, em seguida, escolha a imagem favorita e a potência correspondente. É muito fácil ver o que você prefere quando as imagens são colocadas lado a lado:

Na primeira imagem, não temos luz de preenchimento. Não é uma coisa ruim e nenhuma iluminação de preenchimento é melhor do que muita luz de preenchimento. Na segunda imagem, foi adicionada uma forte luz de preenchimento por abaixo e fica evidente como não parece bom. Na última imagem, a intensidade da luz de preenchimento foi reduzida.

Uma pequeno softbox abaixo do modelo é tudo o que é necessário para adicionar um pouco de luz de preenchimento

Dica: se você estiver fotografando uma série de pessoas como um grupo corporativo, por exemplo, preste atenção a cada pessoa que você fotografa. Se você está fotografando um homem de 1,80m e depois uma mulher de 1,50m, ajuste a luz principal e preencha de acordo. Não fazer isso significa que a mulher vai ficar muito mais próxima da luz de preenchimento do que da luz principal e você vai criar uma luz inferior simplesmente por não mudar a posição das luzes.

3. Fundir modelo com o fundo

Este erro pode ser discutido com base na preferência, mas se você estiver iniciando na iluminação, tente evitá-lo. Esta técnica de iluminação é sobre mostrar a forma do modelo com a sombra ou ausência de luz. Se você está fotografando um modelo com apenas uma única luz, por exemplo, e eles estão posicionados muito longe do fundo, esse fundo ficará escuro, assim como o lado sombreado do modelo.

Visualmente, o fundo e o lado sombreado do modelo se fundem e o espectador não poder dizer onde o sujeito termina e o fundo começa. Na maioria das vezes, isso leva a parecer que o sujeito é muito maior do que ele talvez gostaria. Esta é uma técnica de iluminação onde você não está necessariamente fazendo nada de errado, mas você definitivamente poderia estar fazendo algo melhor.

Se você tiver apenas uma única luz, mova o assunto e a configuração mais perto do fundo e permita que sua luz se espalhe nos arredores para que ele agora apareça atrás do modelo. Esta é uma técnica muito simples e óbvia, uma vez que foi apontada, mas incrivelmente eficaz em mudar drasticamente a maneira como o modelo e o fundo podem ser vistos, especialmente se você só tem uma única luz para trabalhar.

Não há nada tecnicamente errado com a iluminação acima, mas você pode ver que é quase impossível dizer onde a modelo termina e onde o fundo começa. Isso não é muito lisonjeiro. Na imagem ao lado tem muito mais acontecendo visualmente e é muito mais lisonjeira para a modelo porque agora podemos ver o plano de fundo, que fornece algum contexto.

Aqui está a configuração de iluminação para a configuração muito mais escura acima. A única luz e o modelo estão a uma distância razoável do fundo que resulta na falta de detalhes na cena.

Muita distância do fundo resulta na falta de detalhes na cena
Com modelo e iluminação mais próximos do fundo é possível criar mais destaque

4. Muitas sombras no rosto

Este é um erro bastante sutil e às vezes complicado de evitar, mas sempre vale a pena estar ciente disso. Hicks destaca que uma regra básica de iluminação é criar uma “iluminação limpa”. Segundo ele, a iluminação limpa é uma iluminação que complementa o assunto e nada mais.

Se você está procurando um exemplo da iluminação mais limpa, ela muitas vezes pode ser encontrada nos trabalhos dos fotógrafos de carros. A boa fotografia de automóveis é indiscutivelmente uma das disciplinas mais difíceis de se dominar. Se eles colocam uma luz no lugar errado, a superfície ultra-brilhante do carro perderá suas linhas e forma limpas instantaneamente. Os fotógrafos de automóveis nunca usam mais luzes do que precisam, mas cada uma é posicionada com precisão absoluta.

Quem está fotografando pessoas, muitas vezes não tem tempo ou a necessidade de ser tão precisos, mas ainda é verdade que vale a pena saber o que parece ser bom e por quê. Uma maneira de fazer isso é juntar suas sombras. A ideia de “iluminação limpa” leva um pouco mais de tempo para conseguir, porque no início, talvez não seja aparente. Juntar sombras no rosto dos assuntos é uma boa maneira de começar.

Na primeira imagem acima tem uma sombra de nariz que não se junta à sombra da bochecha, que pode fazer o nariz parecer maior do que realmente é. Às vezes, não é sobre modificar a iluminação, mas sobre trabalhar com os modelos. Simplesmente fazer com que o modelo mova a cabeça um pouco pode consertar isso e então você pode juntar essas sombras e criar uma foto com uma aparência melhor.

Esta é uma configuração muito simples para ilustrar a questão, mas esse problema é muito mais evidente ao usar fontes de luz muito duras como grids e snoots. Vale ressaltar que às vezes você nem precisa ajustar a iluminação, mas apenas pedir ao modelo que se mova e ajuste a pose dentro dela. Nesse caso, a modelo se afastou da luz para juntar as sombra.

Nesse exemplo estamos falando sobre a sombra criada pelo nariz. Você já deve ter vistor isso alguma vez, a sombra termina e, em seguida, alguma luz corta a bochecha e, em seguida, outra sombra é criada. Esta iluminação desordenada está criando elementos do que o necessário. Pedindo para a modelo mover a cabeça para a direita remove-se o espaço entre a sombra do nariz e a sombra da maçã do rosto. Isso essencialmente dá a impressão de uma única área de sombra no rosto criando uma “iluminação limpa”.

5. Posicionamento da luz de cabelo

A colocação de luzes de cabelo é outro exemplo de como algo parece bem até que lhe mostrem como pode parecer melhor. Em primeiro lugar, você deve saber por que você está usando luzes de cabelo. Você está simplesmente adicionando-as para criar um pouco de brilho ao cabelo? Você está tentando acentuar a forma no cabelo ou você está apenas tentando criar uma forte separação entre modelo e fundo? Todos estes são motivos válidos e com um pouco de cuidado e atenção, a sua colocação de luz de cabelo pode conseguir tudo isso.

Hicks explica que em seus trabalhos de retrato, a menos que seja uma foto de cabelo específica, seu objetivo geral é mostrar uma separação clara entre o modelo e o plano de fundo. Imagine que você tem um fundo escuro e um assunto com cabelos muito escuros, você verá rapidamente que os dois começarão a se fundir um no outro, então colocar algumas luzes de cabelo pode ser uma solução simples para evitar isso.

Como guia, as luzes devem ser colocadas atrás do modelo apontando para a frente, para as bordas da cabeça do modelo. Em seguida, elas devem ser colocados distantes o suficiente para que nenhuma luz caia na frente do rosto e nas pontas do nariz e dos lábios. Isso pode parecer incrivelmente óbvio, mas fique atento a quantas fotos você vê onde as luzes do cabelo estão pegando a frente do rosto e causando uma iluminação incrivelmente confusa e distrativa.

O outro fator chave é o poder das luzes do cabelo e, como regra geral, tende manter a menor quantidade de luz possível. Lembre-se, a fotografia flash nunca é sobre “olhar para quantas luzes eu estou usando”, mas sobre adicionar luzes para elogiar o assunto, a maioria das vezes essas luzes adicionais na configuração exigirão menos energia do que você pensa.

Na primeira imagem, temos nossa configuração clássica de primeira luz e preenchimento. Temos um pouco de preenchimento para suavizar as sombras sob o maxilar dos modelos, mas o cabelo parece um pouco chapado. Na segunda imagem, foram adicionadas duas luzes de cabelo atrás da modelo, apontadas para a câmera. Iluminou-se o cabelo, mas também criou muitos destaques e distrações visuais. Na terceira foto, as luzes de cabelo foram ajustadas. Foram adicionadas formas e detalhes aos cabelos, mas removidos todos os destaques indesejados e de distração no rosto.

Esta é a configuração de luz de chave e preenchimento clássica simples antes de termos adicionado nossas luzes para o cabelo.

Queremos adicionar algum detalhe e dimensão nos cabelos dos nossos assuntos, então adicionamos um par de luzes para o cabelo. Infelizmente, embora iluminamos o cabelo, também iluminamos o lado de nossos modelos porque temos nossas luzes muito adiante, apontando para dentro.

Podemos facilmente remover esses destaques de distração no rosto dos modelos, puxando nossas luzes mais atrás do nosso modelo e apontando-as para frente, como visto aqui:

Fonte: PetaPixel


Assine nossa newsletter e fique informado :)

Livro - Fotografia de Bebês
Cid Costa Neto

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto é redator do iPhoto Channel. Natural de Belo Horizonte, é bacharel em Artes Plásticas com habilitação em Fotografia. Atua como Fotógrafo, Professor e Programador Visual.

3 comentários

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as novidades por e-mail